Deputados do PSD contra paragem nocturna de ambulância do INEM

pub

Lagos_Anuncio
pub

Os deputados do PSD eleitos pelo Algarve, Cristóvão Norte e José Carlos Barros, querem a “intervenção urgente” do ministro da Saúde para resolver o problema da anunciada paragem, durante a maior parte do turno nocturno de Dezembro, da ambulância de emergência médica sediada no Hospital de Faro.

Segundo informações recolhidas por estes deputados, a ambulância ficará parada porque “não há tripulantes para operar a viatura, já que os 13 técnicos afectos ao equipamento serão mobilizados para Olhão, em face da insuficiência de recursos humanos que nesta área se regista há cerca de um ano, a qual é estimada para a região em cerca de 40 pessoas.”

Trata-se de uma situação que qualificam como grave pelo que “importa saber que medidas está o Governo a tomar, se está a resolver a situação ou se a deixa penosamente arrastar-se com perigo para os cidadãos que ficam privados de melhores cuidados na assistência médica de urgência”, diz Cristóvão Norte, que assinala que “esta é a ambulância com maior actividade na região e que Dezembro é um dos meses críticos em números de ocorrências. É um absurdo que este equipamento fique parado.”

Os dois eleitos algarvios dirigiram um requerimento ao Governo, no qual recordam que “a viatura é a que está de prontidão para incidentes ou aterragens de emergência no Aeroporto Internacional de Faro”, um serviço que é vital para a região. Para além disso, a sua não substituição por outra “viola o dispositivo de protecção civil estabelecido e o plano de intervenção prévio do Aeroporto”.

Acrescentam ainda que, segundo o que apuraram, a ambulância em causa “é a única que dispõe de GLUCAGON, medicação para fazer face a hipoglicémia e que quando usada pode ser decisiva para salvar vidas.”

Leia também: 

Câmara algarvia abre concurso de admissão de pessoal

Os milhões que as Câmaras algarvias estão a gastar

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 100 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *