Autarca de Vila do Bispo descontente com traço contínuo deixado pelas obras na EN 125

pub
pub
pub
pub
pub

Ao contrário de toda a restante região, o concelho de Vila do Bispo já se viu livre das obras na Estrada Nacional (EN) 125.

No entanto, o resultado final não é pacífico entre a população local e quem tem de usar aquele troço da estrada com frequência. É que, basicamente, deixou de ser possível ultrapassar na via, havendo, entre Lagos e Vila do Bispo, apenas três zonas de escassos metros onde não há traços contínuos ou separadores.

Isso implica que um automobilista que tenha o azar de apanhar à sua frente com um tractor ou um daqueles turistas que gostam de apreciar bem a paisagem acabe por não conseguir fazer a viagem a mais de 40 ou 50 quilómetros à hora.

O presidente da Câmara de Vila do Bispo dá voz às queixas da população e, em entrevista ao «O Algarve Económico», qualifica como “ridículo este traço contínuo na EN 125 em todo o território do concelho”. O autarca já pede correcções e alterações ao que foi feito, não só em relação a esta questão como também ao nível de alguns acessos a caminhos e povoações locais a partir da EN 125, que ficaram condicionados ou dificultados.

Adelino Soares adianta que está a discutir estas questões com os responsáveis da Infraestruturas de Portugal e diz acreditar que será possível encontrar soluções que melhorem o que foi feito ao nível da intervenção na EN 125 no seu concelho.

  Leia também:

Vai ser preciso tirar férias para ir de Sagres a Faro pela EN 125

Câmara de Portimão compra carro de combate a incêndios urbanos para os Bombeiros

Cinco ofertas de emprego para a Câmara de Portimão

Espaços verdes de Portimão vão ser arranjados

(Visited 1.860 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *