Brexit começa a afectar o turismo algarvio

pub
pub

Lagos_Anuncio

De acordo com os dados mensais provisórios da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), em Julho, a taxa de ocupação das unidades hoteleiras algarvias foi de 86,5%, o que significa um decréscimo de 1% face ao mês homólogo de 2016. Ainda assim, o volume de vendas aumentou 4,5%.

A quebra da taxa de ocupação é resultado da forte diminuição do mercado britânico (-12,6%), situação que a associação atribui à desvalorização da libra resultante do processo do Brexit. A AHETA refere, no documento, que “estatísticas oficiais do Reino Unido confirmam uma redução no número de britânicos a viajar para o exterior (-4,6% em Maio), tendência que deverá acentuar-se no futuro próximo.”

Pela positiva, é destacado o comportamento do mercado alemão, que cresceu 11,7%, na linha do que vem acontecendo desde o início da época turística.

Por zonas geográficas as maiores subidas ocorreram nas zonas de Portimão / Praia da Rocha (+1,3%), e Lagos / Sagres (+1,2%). As principais descidas verificaram-se em Faro / Olhão (-12,9%) e Vilamoura / Quarteira / Quinta do Lago (-10,1%). Albufeira, a principal zona turística do Algarve, registou uma ocupação semelhante à do ano anterior (+0,8%).

Em termos acumulados, desde o início do ano, a taxa de ocupação quarto regista uma subida de 2,8% e o volume de negócios um crescimento acumulado de 8,6%.

Leia também:

  Os grandes eventos e espectáculos de Agosto

Duas ofertas de emprego para autarquia algarvia

(Visited 278 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *