As promessas de Rogério Bacalhau para o novo mandato

pub

Lagos_Anuncio
pub

A requalificação da marginal desde o Teatro das Figuras até ao Largo de São Francisco, abrindo uma via desde a entrada de Faro até ao Arco da Vila, é uma das promessas feitas, em campanha eleitoral, por Rogério Bacalhau e a sua equipa, que acabam de tomar posse para um novo mandato.

Outra das propostas é a recuperação e aquisição de um conjunto de edifícios públicos desaproveitados: o da Polícia Judiciária para ampliação e modernização dos serviços municipais; o do Governo Civil para instalação de uma extensão do Museu da Marinha; o Quartel dos Bombeiros Voluntários para ser convertido em empreendimento turístico e o antigo armazém da REFER para pólo de arte contemporânea.

A construção da ponte para a Praia de Faro, a reabilitação da baixa e do centro histórico e o ordenamento do estacionamento nas imediações do aeroporto constam, igualmente, da lista de projectos a concretizar.

Ao nível dos espaços e equipamentos públicos, os destaques vão para as requalificações do Jardim da Alameda, da Mata do Liceu, do Largo Catarina Eufémia, para além da rede de parques infantis existente no concelho.

Avançar com o projecto de requalificação do Cais Comercial

O executivo municipal quer sensibilizar as entidades competentes para a necessidade de reabilitação do porto de recreio de Faro e mostra-se empenhado em implementar o projecto de Requalificação do Cais Comercial “através da construção de um centro de investigação, uma marina, um aquário, um centro de congressos, hotéis e residências seniores assistidas.” A equipa de Rogério Bacalhau assegura que “há investidores e vontade para isso e, simultaneamente, para dar nova vida à Zona Industrial do Bom João.”

No espaço do actual cais comercial pretende-se instalar equipamentos ligados à investigação e ao ensino, em parceria com o CCMar –Centro de Ciências do Mar, da Universidade de Algarve, “tendo em vista o reforço da produção científica e atracção de investigadores de topo.”

A equipa de Rogério Bacalhau quer continuar a dinamizar o potencial turístico de Faro, de forma a captar mais turistas para a cidade. Nesse sentido, pretende-se aumentar a oferta de alojamento do concelho, sendo, para isso importante a instalação de mais um hotel de 5 estrelas.

A criação de um centro de estágios no Parque das cidades, que seja frequentado ao longo de todo o ano, mas especialmente, na chamada época baixa, por equipas estrangeiras consta, igualmente, do programa eleitoral da coligação que venceu as autárquicas em Faro.

Erigir um grande Mercado Gastronómico, de Artesanato Regional e Experiências no Edifício da Alfândega, adaptando experiências de sucesso como o Mercado da Ribeira e estudar a disponibilidade de investidores para instalar um parque temático no concelho são outras ideias a tentar concretizar.

Quanto ao comércio local, pretende-se criar para ele um selo de excelência, tal como já foi feito no sector da restauração. Para melhorar a segurança, o executivo municipal quer instalar um sistema de videovigilância na Baixa e zonas de diversão nocturna.

Construção de 100 fogos de habitação social

Um sector prioritário é o da habitação. A este nível, há a promessa de se construir 100 fogos de habitação social, “proporcionando a muitas famílias comprovadamente carenciadas uma habitação condigna.” Trata-se de uma área em que a intervenção do Governo é fundamental, pelo que a equipa autárquica de Faro assume ir exigir ao poder central que “assuma as suas responsabilidades nesta matéria.”

Associada a esta, está a promessa de continuar o processo de erradicação das barracas da Horta da Areia, recordando-se que “20% das barracas já foram demolidas e as famílias realojadas.”

A autarquia vai criar incentivos no sentido de fomentar a recuperação de mais imóveis, habitações abandonadas e/ou devolutas pelos seus proprietários ou tornar mais atraente a sua compra por investidores que os queiram pôr a render.

Vão, igualmente, ser criados incentivo à criação de novos lares/ centros de dia, por parte do sector social, para apoio à população idosa com necessidade de cuidados permanentes.

No que diz respeito a equipamentos desportivos, pretende-se continuar o processo de reabilitação, estando em  concurso os novos relvados sintéticos no Campo da Horta da Areia, Penha, Escola Neves Júnior e Pista de Atletismo (relva natural). De seguida, vai-se levar por diante a construção do novo campo de futebol de 7 na Penha, concluir o Complexo Desportivo da Penha, com circuito de manutenção e campos de petanca.

Nas freguesias são indicados como prioridades o parque desportivo com campo de futebol em Estoi, o campo de futebol em Santa Bárbara de Nexe e os polidesportivos da Conceição e Santa Bárbara de Nexe. No Montenegro, a substituição do relvado campo de futebol de 7 e a beneficiação da área envolvente.

Há também o objectivo de ampliar e modernizar o Centro Náutico da Praia de Faro, potenciando o seu carácter de primeira aprendizagem.

Fazer de Faro a Capital Europeia da Cultura 2017

Um dos grandes desafios que o executivo municipal assume é o de criar condições para fazer de Faro a Capital Europeia da Cultura 2027. Trata-se, assume-se de “um elemento fundamental da estratégia de afirmação a que assistimos em Faro.”

Promover a ligação da baixa de Faro ao Mercado Municipal com a criação de pólos culturais ao longo de percurso, procurar promover o Castelo de Faro à categoria de Monumento Nacional, a classificação do núcleo histórico da aldeia de Estoi, a criação de dias abertos dos museus (municipais) destinados à população do concelho e a criação, em articulação com as entidades competentes, de uma rede de monumentos religiosos são outras das propostas feitas, ao nível da cultura.

  Leia também:

84 ofertas de emprego para o Algarve

PSP de radar em punho

Polícia Marítima apreende polvos e detector de metais

(Visited 1.113 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *