Isto é ‘lindo’, não é?

O ‘cemitério dos carros’ da GNR resistiu a 2017 e ameaça eternizar-se num espaço nobre do Algarve, convertido numa autêntica sucata gigante.

Situado na zona do Parchal, a ‘paredes meias’ com a Docapesca de Lagoa/Portimão e o Rio Arade, é um péssimo cartão de visita a quem se dirige de ou para Portimão, Lagoa ou Ferragudo.

Em determinada altura, a GNR resolveu guardar, a céu aberto e à vista de todos os que por ali passam, todos os veículos que se encontram na sua posse devido a acidentes ou a aguardar processos judiciais, a maior parte deles em péssimo estado.

É claro que têm de ser colocados em qualquer lugar, mas, salvo melhor opinião, era difícil encontrar um local mais desadequado para o efeito. Desde logo pelo facto do ‘cemitério de carros’ ficar bem exposto, a dois passos da principal cidade algarvia e a outros tantos de Ferragudo, uma das jóias da região.

Situa-se, ainda, mesmo em frente ao Centro de Congressos do Arade, em cuja construção várias empresas e autarquias gastaram milhões e que se encontra numa luta quase desesperada pela sobrevivência. Para que esse objectivo tenha sucesso é preciso que quem gere o imóvel consiga convencer o máximo possível de empresas e outras entidade a nele organizarem eventos. Depois, quem aí se desloca tem como ‘bónus’ o cenário de dezenas ou centenas de veículos quase podres. É um bom ‘incentivo’, claro.

Para além disso, aquele terreno situa-se junto ao Rio Arade e não sei se terá havido a precaução de o impermeabilizar, de forma a que não haja escorrências de óleos e combustíveis para as águas.

Há mais de um ano que, para acabar com esta situação, a Câmara de Lagoa disponibilizou um terreno seu, bem mais ‘escondido’, onde funcionou a lixeira de Porches, para receber estes veículos. Segundo tem sido afirmado pelo presidente da Câmara, a ideia terá sido bem acolhida pela secretária de Estado responsável por esta área.

No entanto, e apesar de ter passado no teste, no nível político, segundo afirmou o vice-presidente da Câmara na última sessão da Assembleia Municipal, a proposta terá sido chumbada pela GNR e os carros parece que vão por ali manter-se, proporcionando fotografias ‘lindas’ como a que ilustra este artigo.

(Opinião, Jorge Eusébio)

  Leia também:

‘Cemitério’ de carros mantém-se no mesmo local

Os heróis que têm de usar a EN 125

Resgate de homem em estado de hipotermia

(Visited 614 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *