50 mil pessoas visitaram o “Mercado de Culturas… à Luz das Velas”

pub

Pelas contas da organização, cerca de 50 mil pessoas passaram pelas ruas de Lagoa que acolheram, ao longo dos dias 5 e 8 de julho, mais uma edição do “Mercado de Culturas… à Luz das Velas”.

Este ano, em destaque esteve a cultura africana, através da sua música, das danças, dos aromas, da arte e do artesanato. Todo o espaço foi iluminado por milhares de velas que configuram os diferentes símbolos africanos adinkra, bem como símbolos genéricos que caraterizam o vasto continente africano.

A animação musical, marcada pelas muitas exibições de Aboubacar Syla & Doudou Ngom (Guiné Conacri/Senegal), Kilema (Madagáscar), Muhsilwan (Sudão/Marrocos/Guiné Conacri), Yeliké & Gassim Camara (Guiné Conacri), Zé Manel Martins Quarteto (Angola), Cherif Bacisko (Guiné-Bissau) e Adinkraene (Gana/Costa do Marfim/Senegal/Mali e Guiné Conacri) tornaram as noites inesquecíveis ao som da kora e de instrumentos contruídos com muito labor e criatividade.

E não faltaram ainda workhops de danças e percussões; animação inusitada com dois gigantes africanos que percorreram a feira; gastronomia, pela mão da cozinheira africana Carla Costa, cujo saber transformou diariamente os claustros do Convento de São José num espaço de gastronomia afro – lusófona; e artes, através da belíssima e muito concorrida exposição de estátuas africanas “Mãe África – a mulher, a fertilidade na África negra”, em exibição na sala de exposições do Convento.

Leia também:

Câmara de Portimão prepara obras no Parque da Juventude que vão custar mais de 800 mil euros 

Incêndio obriga à evacuação de 80 pessoas de prédio

O adeus ao velho Hotel Golfinho

(Visited 80 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *