Taxa turística vai ser uma realidade em Lagos

pub

A Câmara de Lagos tenciona avançar com a taxa turística. Em entrevista à revista «Algarve Vivo», a presidente da autarquia, Joaquina Matos, assumiu essa intenção, a qual deverá concretizar-se já no próximo ano.

A presidente da edilidade considera que “será bom para a região haver um reforço de receitas” que ajudem as autarquias no “esforço que fazem para garantir boas condições a todos os residentes e turistas”.

Joaquina Matos lembra que, pelo facto da região ser um destino turístico e desta ser a sua atividade económica principal, as autarquias têm de assumir um investimento suplementar em áreas como “as do abastecimento de água, limpeza, recolha de resíduos  e limpeza de praias e dos espaços verdes”, o que penaliza as suas finanças.

Neste contexto, a implementação desta taxa será uma boa ajuda para financiar “o acréscimo deste tipo de despesas”, pelo que, em Lagos, a taxa turística deverá, mesmo, vir ser uma realidade.

Recorde-se que, recentemente, a Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) levou a cabo um estudo sobre esta matéria e definiu as regras e valores que devem ser aplicados pelas câmaras que decidam avançar com a taxa turística.

Agora cabe a cada um dos municípios decidir se quer lançá-la ou não e a decisão, seguramente, não vai ser unânime. A Câmara de Vila Real de Sto. António já a aplica, enquanto que a de Silves anunciou, publicamente, que não a implementará e, em Lagoa, a decisão final vai depender dos resultados de um estudo que vai ser feito.

 

Leia também:

Oferta de emprego para a Região de Turismo do Algarve

Oferta de emprego para fábrica

Ofertas de emprego para a EMARP

(Visited 882 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.