Feira de S. Martinho: Câmara de Portimão acusa PSD de dizer “inverdades” e “falsidades”

pub

A Câmara de Portimão qualifica como um “conjunto de inverdades” os factos elencados pela Comissão Política do PSD para acusar a autarquia de ter mudado a data de realização de S. Martinho e, dessa forma, romper com a tradição. 

Em comunicado, a edilidade portimonense garante que “nunca a feira de S. Martinho se iniciou no dia 11 de novembro”, ao contrário do que aquela estrutura refere. Nos últimos 10 anos, o evento tem começado entre os dias 3 e 9, e nunca no dia 11, constata-se, através da leitura do documento disponibilizado pela equipa liderada por Isilda Gomes.

Acrescenta-se que a tradição recente impõe é que “a Feira decorra durante 10 dias abarcando o dia de S. Martinho e dois fins-de semana, o que acontece mais uma vez em 2018”.  

Quanto aos registos históricos mais antigos, “o que se pode afirmar é que a Feira de S. Martinho na sua génese durava um único dia – o Dia de S. Martinho, o que pode ser facilmente comprovado pela leitura do alvará régio que determinou a criação desta feira. Mas, também podemos dizer e com base em notícias do jornal “Comercio de Portimão” que há cerca de cem anos a Feira de S. Martinho tinha uma duração de três dias incluindo o dia de S. Martinho”.

Na sua tomada de posição, o PSD também tinha referido que “as feiras de Silves e Portimão têm uma origem histórica, realizando-se há séculos em datas fixas” e que o que diz ser a alteração da feira portimonense pode pôr em causa aquela feira e a dos outros concelhos vizinhos.

Trata-se de “mais uma falsidade”, rebate a Câmara, garantindo que, pelo menos desde 2014, a Feira de Todos os Santos de Silves não tem tido uma data fixa, tendo-se realizado entre 29/31 de outubro e 1/2 de novembro. Este ano, esta feira até durou mais um dia, tendo-se estendido até ao dia 4.

Quanto à Feira de Lagoa, que é também referida na tomada de posição do PSD como estando em risco, a Câmara refere que a mesma “deixou de se realizar há pelo menos 20 anos”.

No documento divulgado pela Câmara, refere-se, ainda, que a data de realização da Feira de S. Martinho de 2018 “foi deliberada em reunião de Câmara de 21 de Novembro de 2017, depois de consultados os operadores que estiveram presentes na feira desse mesmo ano, deliberação que foi aprovada por unanimidade dos presentes, o que inclui o Sr. Vereador do PSD, Dr. Manuel Valente”.

Há cerca de 2 meses, admite-se, “foi o executivo municipal alertado para a coincidência de datas da Feira de S. Martinho e da Feira de Todos os Santos tendo sido feitos todos os esforços possíveis para o adiamento por uma semana da Feira de S. Martinho”.

Isso, conclui-se, só não foi feito por “estar agendado para o fim-de-semana de 17 e 18 de Novembro um evento internacional de dança a realizar no Portimão Arena, com mais de uma centena de participantes estrangeiros, já com as viagens compradas e alojamento reservados”.

Notícia relacionada: PSD de Portimão contra alteração da data de realização da Feira de S. Martinho

 

Leia também:

Oferta de emprego para a Região de Turismo do Algarve

Oferta de emprego para fábrica

Ofertas de emprego para a EMARP

(Visited 546 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub