Mais de 137 milhões de euros a caminho de Portimão

pub
pub

A Câmara de Portimão viu, finalmente, aprovada a sua candidatura ao Fundo de Apoio Municipal (FAM). Fica assim mais perto de receber uma verba de 137,3 milhões de euros, sob a forma de empréstimo a 25 anos, com uma taxa de juro baixa, na ordem dos 2%.

No entanto, este longo processo não está, ainda, concluído. Agora, a Câmara e a Assembleia Municipal vão ter de formalmente aprovarem o negócio e, depois, ainda será a vez do Tribunal de Contas dizer de sua justiça.

No entanto, não se prevê que o processo faça marcha-atrás, uma vez que a Câmara, em articulação com a Comissão Executiva do FAM fez, ao longo deste período, diversas alterações e correcções ao documento original, de forma a adaptá-lo às exigências que o Tribunal de Contas costuma fazer em casos do género.

Com este processo concluído poderá, finalmente, a equipa autárquica liderada por Isilda Gomes suspirar de alívio, ganhar estabilidade financeira, sem ter os credores permanentemente à perna e conseguir folga para fazer algumas intervenções de que o concelho bem precisa, como o arranjo do pavimento de muitas ruas e estradas.

Aliás, o Orçamento deste ano ‘vive’ em boa medida das verbas do FAM e, caso elas não fossem desbloqueadas, seria quase impossível fazer a gestão da autarquia, até porque, tal como Isilda Gomes assumiu numa sessão da Assembleia Municipal, não havia plano B para a sustentabilidade financeira da autarquia.

Leia também:

A dolorosa recuperação de uma Câmara quase falida

Como uma empresa municipal ‘ajudou’ a dar cabo da Câmara de Portimão

Subscreva a nossa Newsletter

(Visited 303 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.