O acordeão algarvio a caminho de uma candidatura a Património Imaterial?

pub
pub

A apresentação, em Portimão, do livro «O Acordeão no Algarve – Um Século de Histórias e Memórias» pode ter marcado o arranque de uma candidatura do acordeão algarvio ao estatuto de Património Imaterial da Humanidade.

A ideia foi lançada pela directora Regional de Cultura do Algarve, Alexandra Gonçalves, após lembrar a importância que o acordeão teve para diversas gerações de algarvios e as tradições que o instrumento tem na região.

Ao longo dos anos têm sido dados vários contributos para promover, preservar e manter vivas as tradições e o som do acordeão, pelo que está convencida que não seria difícil formar uma equipa de pessoas que se responsabilizassem pelo trabalho de inventariar todos os elementos relacionados com esta herança cultural, de forma a fazer o respectivo registo nacional e a dar os passos subsequentes.

Da sua parte e dos serviços que dirige, diz estar “ao dispor para ajudar” e para dar o contributo que for possível para que a ideia ganhe forma e o acordeão algarvio ganhe reconhecimento não só nacional, como internacional, seguindo o caminho aberto pelo fado e pelo cante alentejano.

A seguir: A presidente de Câmara que tinha o sonho de aprender a tocar acordeão

Leia também:

O acordeão algarvio sob a forma de livro

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=WQef-Vp7ivg[/youtube]


Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 253 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.