Projecto de Genealogia do Algarve atinge os 200 mil indivíduos registados

O projecto de investigação www.genealogiadoalgarve.com ultrapassou a fasquia das 200.000 pessoas registadas, todas genealogicamente ligadas à região algarvia (por ascendência, descendência ou casamento).

Além dos 200.000 nomes, o projecto, que conta a história do Algarve pessoa a pessoa, tem mais de 2.500.000 dados registados, divididos entre nome, apelido, filiação, data de nascimento, data de casamento, data de óbito, local de nascimento, local de óbito, residência, freguesia, profissão, título, estatuto social, causa da morte, notas biográficas e fotografias.

Lançado em Setembro de 2009, o projecto tem de livre acesso a informação relativa aos municípios de Albufeira, Lagoa, Monchique e Portimão. Cancelado o levantamento de Monchique, que fica limitado apenas à parte relativa à freguesia do Alferce, brevemente ficará disponível a informação relativa ao município da Vila do Bispo.

O projecto de genealogia do Algarve está de livre acesso ao público, uma vez que os direitos de autor, tanto do projecto digital como dos livros já elaborados ou a elaborar, pertencem aos respectivos municípios, que disponibilizam a informação gratuitamente aos seus munícipes.

A obra relativa ao Levantamento Histórico e Genealógico da Freguesia do Alferce encontra-se concluída e foi entregue ao município de Monchique em Janeiro do presente ano, contendo cerca de 1.800 páginas, divididas por três volumes.

Esta forma de apresentação da informação histórica e genealógica foi entretanto alterada, tendo em atenção a grande mobilidade das pessoas entre as freguesias do mesmo concelho, pelo que os livros dos restantes municípios serão elaborados por ordem alfabética das famílias do concelho e não agrupados por freguesias, permitindo uma consulta mais fácil e melhor compreensão das ligações familiares.

A grande dificuldade do projecto continua a ser a impossibilidade de livre consulta de documentos com menos de 100 anos, obrigando a que a informação mais recente tenha de ser fornecida pelos interessados em participar no projecto.

Em termos de informação, os municípios com maior número de pessoas registadas, entre naturais e residentes, são: Portimão – 58.890 indivíduos; Lagoa – 41.550; Silves – 36.090; Albufeira – 35.370 e Monchique – 22.710.

Com este projecto, Nuno Campos Inácio recupera para a memória colectiva centenas de milhar de pessoas cuja existência só se conhece através da consulta de documentos antigos, principalmente desde o Século XV ao início do Século XX, organizando-os no tempo, no espaço, na família e na sociedade correspondente, como se fosse um puzzle gigantesco.

A esses anónimos, liga figuras históricas da região algarvia ou ilustres descendentes de algarvios, surgindo no portal nomes como Simão Bolivar, Luís Vaz de Camões, Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade, Eça de Queirós, Mouzinho de Albuquerque, Alexandre O’Neill, Amélia Rey Colaço, Maria Velho da Costa, Ramalho Ortigão, António Calvário, Chico Buarque, João Baptista Figueiredo, o Cardeal Joaquim Albuquerque Cavalcanti e José Mourinho, enquanto descendentes de algarvios.

Leia também: 

A algarvia que é ascendente de Camões

Um prédio revolucionário

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 1.584 times, 1 visits today)
pub
pub

pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.