Três frentes de fogo activas

Esta Sexta-feira promete ser mais um dia de muito trabalho para os bombeiros, que continuam a ter a difícil tarefa de fazer frente a um incêndio que mantém três frentes de fogo activas.

Ontem, a que deu maiores dores de cabeça foi a de Portimão, tendo sido necessário desenvolver muito esforço e utilizar grande parte dos meios existentes para evitar que as chamas entrassem pelas ‘portas’ do Autódromo Internacional do Algarve.

De acordo com as informações disponíveis, nesta altura, essa frente parece menos complicada, pelo que a prioridade é voltar a atacar em força uma que lavra com grande intensidade, no concelho de Monchique.

Para fazer face a todas as tarefas que são necessárias para tentar apagar o fogo o mais rapidamente possível, continuam a ser reforçados os meios humanos e materiais.

Às 12H53 desta Sexta-feira, o contingente no terreno já era de 685 operacionais, apoiados por 219 meios terrestres e 9 meios aéreos.

Como se estas preocupações não bastassem, ao longo da noite e madrugada, os bombeiros tiveram ainda de se confrontar com outro fogo, este no concelho de Silves, que chegou a ameaçar a cidade. Um incêndio que, informou a presidente da autarquia, Rosa Palma, acabou por ser dominado, havendo agora no local apenas 24 bombeiros.

Leia também: 

Incêndio controlado, falta o rescaldo e… saber como começou

Incêndio muito estranho

O fogo está de volta à serra de Monchique

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 1.589 times, 1 visits today)
pub

pub
pub
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.