Realojamento polémico segue para a Assembleia Municipal de Albufeira

A decisão sobre o local onde vai ficar instalada a comunidade cigana que, actualmente, vive numa zona situada perto da Marina de Albufeira, vai ficar nas mãos da Assembleia Municipal de Albufeira.

Esta Terça-feira, 20 de Setembro, o assunto foi analisado em reunião do executivo da Câmara. Este órgão acabou por concluir não ter competência para deliberar sobre o assunto, pelo que ele transita para a Assembleia Municipal.

O que está em causa é decidir se o projecto da Misericórdia de Albufeira de realojar a comunidade num terreno situado na Malhada Velha, perto das Ferreiras, é qualificado como de Interesse Público Municipal.

O terreno está classificado como rural e situado em Reserva Agrícola pelo que só com esta declaração emitida vai ser possível utilizá-lo para este efeito.

A escolha daquele terreno é polémica e muito contestada pela população local que, em peso, marcou presença na última sessão da Assembleia de Freguesia de Ferreiras. Muitos habitantes dizem não entender porque não se instala a comunidade em causa no espaço que estava previsto, situado no Escarapão.

A mesma opinião tem a oposição socialista, que, na sessão desta Terça-feira do executivo camarário, apresentou uma proposta no sentido de que o realojamento seja feito no terreno originalmente previsto para o efeito.

Este é um projecto promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Albufeira, que quer transferir para outro local cerca de 40 pessoas de etnia cigana que vivem em habitações muito degradadas numa zona situada perto da Marina de Albufeira. A hipótese de serem reinstalados no Escarpão não é do agrado dos visados, por aquele terreno, que é propriedade da Câmara, ficar muito longe das povoações e de não ser servido por transportes públicos.

Em face disso, a Misericórdia optou por uma solução alternativa: instalá-los num terreno de que é proprietária, perto de Malhada Velha. Como se trata de uma zona classificada como Reserva Agrícola, entregou um pedido à Câmara no sentido do projecto ser classificado como de Interesse Público Municipal.

Uma decisão que vai, afinal, ser analisada no decorrer da próxima sessão que está agendada para o próximo dia 28 de Setembro.

Leia também:

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 2.093 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.