‘Cemitério de carros’ mantém-se no mesmo local

pub
pub
pub

Parece que, afinal, e ao contrário do que a Câmara de Lagoa pretendia, o ‘cemitério de carros’ da Guarda Nacional Republicana (GNR) não vai mudar de sítio, mantendo-se no Parchal, junto à Docapesca.

É aqui que, num espaço a céu aberto, e à vista de todos os que se dirijam para Portimão ou Ferragudo, estão ‘armazenadas’ as viaturas à guarda da GNR acidentadas, apreendidas ou a aguardar o resultado de processos judiciais. Praticamente todas elas em péssimo estado de conservação, o que faz com que o local, situado em frente do Centro de Congressos do Arade, pareça uma autêntica sucata.

Há mais de um ano que a autarquia lagoense apresentou à GNR e ao Governo a proposta de transferência das viaturas para um terreno alternativo e mais resguardado, a antiga lixeira de Porches. Inclusivamente, a secretária de Estado Adjunta da Administração Interna terá visitado quer o ‘cemitério’, quer o terreno disponibilizado e todo o processo parecia estar bem encaminhado.

No entanto, nesta altura, informou o vice-presidente da Câmara, Nuno Amorim, na sessão da Assembleia Municipal desta Quarta-feira, 27 de Dezembro, o processo está parado. A proposta de disponibilização do novo local feita pela autarquia “não chegou a ser aprovada porque eles [a GNR] arranjaram 500 argumentos, passe a expressão, para recusá-la”.

O autarca conclui que “há uma certa má vontade”, uma vez que “vimos pelo teor da argumentação que nos enviaram que não fazem muitas tensões de mudar aquilo dali”. No entanto, garante, da parte da Câmara de Lagoa, “continuamos a nossa luta no sentido de tentar acabar com aquele cartão de visita que em nada beneficia a imagem do concelho”.

 

  Leia também:

Os heróis que têm de usar a EN 125

Carro a arder na via pública

Dois feridos em acidente na EN 125

(Visited 233 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.