Câmara de Silves contra a transferência da Direção Ferroviária de Tunes para Faro

A Câmara de Silves manifesta-se contra a decisão tomada pela empresa Infraestruturas de Portugal (IP) de transferir a Direção Ferroviária de Tunes para a cidade de Faro.

Em comunicado, aquela autarquia diz que a medida vem “ferir os interesses de Tunes, do concelho e do próprio conceito de desenvolvimento regional, que obriga a apostar no interior e nos pequenos centros urbanos, debelando as assimetrias intrarregionais e evitando a concentração recorrente do investimento, das empresas e dos serviços no litoral e nas maiores cidades”.

No documento, acrescenta-se, ainda, que “a decisão tomada pela IP, grande empresa pública, com papel estratégico no desenvolvimento económico-social do país, em nada é consentânea com o discurso oficial de reforço da coesão social e territorial”.

O caminho correto, defende o município liderado por Rosa Palma, passava por “se manter, valorizar e requalificar a Direção Ferroviária de Tunes, a 3.ª a sul do país, localizada num importante local estratégico e interface, que movimenta elevado número de passageiros e desenvolve relevante atividade ferroviária, numa terra já de si com longa história e tradições no campo da ferrovia”.

A concluir, a autarquia refere que “a possibilidade da instalação de uma unidade hoteleira em Tunes, hipótese acenada pela IP, através de negócio imobiliário, se num quadro mais geral, é um investimento que é sempre bem-vindo mas, no caso em concreto, não compensa nem pode justificar a extinção da Direção Ferroviária de Tunes”.

 

Leia também:

62 detidos e mais de 4 mil de doses de droga apreendidas em festival de música

Veículos destruídos em incêndio

Oferta de emprego para a Universidade do Algarve

(Visited 90 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.