Câmara de Portimão quer investir 10 milhões de euros em vias de comunicação

Na sessão da Assembleia Municipal de Portimão realizada esta segunda-feira, 16 de abril, a presidente da Câmara, Isilda Gomes, elencou uma série de intervenções em vias de comunicação que a autarquia pretende levar a cabo, as quais implicam um investimento total na ordem dos 10 milhões de euros.

A que deverá arrancar mais rapidamente é a de requalificação da Avenida Afonso Henriques (via de comunicação que vai desde o Largo do Dique até à rotunda das Conserveiras, perto do Museu), intervenção que, segundo referiu a autarca, deverá custar cerca de um milhão de euros.

O respetivo concurso já decorreu, pelo que a obra poderá arrancar a qualquer altura, embora o executivo ainda esteja a ponderar a possibilidade de só dar luz verde para o efeito depois do Verão, para não criar problemas adicionais ao nível da circulação rodoviária nos meses de maior afluência turística.

Entre as outras intervenções prioritárias referidas, um dos maiores destaques vai para a construção de uma nova via que, na prática, vai consistir no prolongamento da Avenida Paul Harris até à zona da Forportil (situada na Estrada de Alvor). Embora, tal como nos restantes casos, não tenham sido dados pormenores sobre o andamento dos procedimentos e datas previstas de realização das obras, Isilda Gomes informou que esta intervenção deverá ter um custo de cerca de 1,8 milhões de euros.

Outra nova via de comunicação a construir é a V5, que vai ligar a Aldeia Nova da Boavista ao Chão das Donas e tem um custo estimado de 1,7 milhões de euros.

Da lista apresentada na referida sessão da Assembleia Municipal consta, igualmente, a abertura de uma outra via de comunicação, entre a Estrada Municipal 531, na zona da Penina, e os Montes de Alvor que, de acordo com as contas da autarca, deverá implicar um investimento de 2 milhões de euros.

A requalificação da V6 (1 milhão de euros), a repavimentação da Estrada do Vau (70 mil euros), a pavimentação do Caminho da Esteveira, na freguesia da Mexilhoeira Grande (350 mil euros) e um conjunto de intervenções em diversas outras vias de comunicação do concelho, numa extensão total de 10 quilómetros (2 milhões de euros) foram igualmente referidas por Isilda Gomes.

Leia também:

Copo meio cheio… copo meio vazio em Portimão

Fazer um filho em Lagoa rende 2 mil euros

Veja onde vai estar a PSP com o radar

 

(Visited 831 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev