Incêndios noturnos preocupam os Bombeiros de Portimão

O comandante dos Bombeiros de Portimão, Richard Marques, diz que a corporação que dirige está preparada para ‘atacar’ os incêndios florestais que surjam na época crítica que agora se iniciou, mas mostra alguma preocupação com os fogos suspeitos que têm surgido durante a noite.

Artigo relacionado: Aquisição de veículo de combate a incêndios florestais é prioridade

De que forma estão os Bombeiros de Portimão organizados para fazer face à época crítica de incêndios florestais?

Há uma estratégia no Município, que foi assumida desde 2014, a qual contempla um conjunto de medidas que antecipadamente são preparadas e planeadas e que têm o seu expoente máximo neste período.

Essa estratégia passa por termos os meios de intervenção mais próximos das áreas de maior perigo, nomeadamente uma equipa na Sra. do Verde, que antecipa em cerca de 10 minutos a chegada do primeiro ao local. Para além deste fazemos outros pré-posicionamentos, em função do risco e do grau especial de alerta, no Porto de Lagos e no Autódromo Internacional do Algarve.

Este ano, as grandes novidades são o drone e a brigada de rescaldo?

Sim. Em face de lições aprendidas em anos anteriores vamos continuamente melhorando, reforçando e modernizando as nossas valências e meios.

Sentimos a necessidade de utilização de um drone que nos permite recolher imagens em tempo real, garantindo, assim, um fluxo de informação entre o terreno e o posto de comando operacional. Este equipamento tem, também, a capacidade de, através do recurso a uma câmara térmica, identificar os pontos quentes, o que é muito útil, sobretudo na reta final das operações.

Criámos também uma brigada de rescaldo que vai consolidar todo o perímetro para garantir que não tenhamos reativações do fogo. É composta por uma equipa de bombeiros formatada e com especialização e pelos sapadores florestais do concelho, que têm à sua disposição uma máquina de rasto para apoiar toda a operação.

Até agora, os incêndios florestais têm dado muito que fazer aos Bombeiros de Portimão?

Até este momento já se registaram no concelho 15 ocorrências relacionadas com incêndios rurais e arderam apenas três hectares. Cinco das ignições preocupam-nos especialmente por terem ocorrido em período noturno…

Isso significa que, em princípio, não tiveram origem natural mas terá sido fogo posto…

A investigação das causas é responsabilidade da GNR que sabemos ter realizado ações incisivas no terreno e que, de alguma forma, têm invertido a situação. Aquelas foram ignições registadas em dias consecutivos e que, de facto, deixaram de acontecer desde que a GNR tomou as devidas medidas.

LEIA TAMBÉM:

Drone é a nova arma de combate a incêndios dos Bombeiros de Portimão

Hotel de 120 quartos previsto para o Rossio da Trindade

Câmara de Albufeira à espera de luz verde para avançar com videovigilância


OS NOSSOS VÍDEOS


(Visited 447 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub