Horários do comércio tradicional precisam de alterações

A Câmara de Portimão apresentou, esta semana, um conjunto de eventos que vão ter lugar no centro da cidade ao longo do verão.

O objetivo, diz a presidente da autarquia, é dinamizar aquela zona e levar mais gente a fazer compras no comércio tradicional.

No entanto, Isilda Gomes lamenta que a generalidade dos comerciantes continue agarrada aos horários habituais e nem sequer abra portas quando a autarquia promove eventos à noite.

Artigo relacionado: Uma centena de trotinetas elétricas a caminho de Portimão

Este verão vai haver muita animação no centro de Portimão?

Vamos ter muita animação porque é importante criar um novo polo de atratividade nesta zona mais antiga de Portimão por forma a que as pessoas a conheçam e comprem no nosso comércio tradicional.

Durante muitos anos, o centro de Portimão ficou algo esquecido, com muitos imóveis comerciais por ocupar. Nos últimos tempos o cenário tem vindo a alterar-se, com um número crescente de empresários a instalarem-se naquela zona. A que se deve isso?

Deve-se, por um lado, à recuperação económica, mas também ao facto de termos na nossa cidade um maior número de visitantes, o que faz com que mais gente procure o comércio local, que, por seu lado, torna mais ‘apetitosa’ a instalação de negócios no centro da cidade. Também para essa alteração creio que contribuiu aquilo que temos feito em prol do comércio tradicional.

Neste momento, a Rua do Comércio está ocupada praticamente a 100% e isso é muito bom porque quanto mais comércio houver, mais pessoas se deslocam ao centro da cidade.

E quanto ao horário do comércio, já há quem mantenha as portas das lojas abertas depois das 7 da tarde e ao domingo?

Não, continua tudo na mesma, com muita pena minha. Acredito que se fosse criado um horário diferente, em que os cidadãos pudessem ir às lojas até às 9 ou 10 horas da noite, por exemplo, muito mais gente faria compras no comércio local. Há muita gente que critica os centros comerciais, mas a verdade é que estão abertos até às 11 da noite e no centro as lojas fecham logo às 7 horas da tarde.

Julgo que no verão, com o calor que se faz sentir, entre as 2 e as 5 horas da tarde, são muito poucas as pessoas que se deslocam ao centro da cidade. O panorama seria outro se os horários fossem diferentes. E, sobretudo, quando promovemos eventos à noite faria todo o sentido ter as lojas abertas.

LEIA TAMBÉM:

Uma centena de trotinetas elétricas a caminho de Portimão

Hotel de 120 quartos previsto para o Rossio da Trindade

Câmara de Albufeira à espera de luz verde para avançar com videovigilância


OS NOSSOS VÍDEOS

(Visited 948 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub