Cristóvão Norte não se mete na guerra interna do PSD: “Eles que tratem lá dessas coisas”

Depois de uma campanha intensa que teve como consequência essencial a eleição de mais um deputado pelo PSD no Algarve, Cristóvão Norte só quer descansar e não parece estar, pelo menos nesta fase, muito interessado em participar na autêntica luta pelo poder que já se vive no interior do PSD.

Leia todas as mini entrevistas aqui

Que balanço faz dos resultados eleitorais? Ficou satisfeito com os que obteve no Algarve?

Fiquei tão satisfeito com os resultados no Algarve como triste em relação aos nacionais. Tivemos uma subida de mandatos na região, o que apenas aconteceu também no círculo eleitoral do Porto, onde concorria o líder do partido.

Num quadro em que o PSD perdeu mandatos a nível nacional, aqui não só manteve os que tinha como conseguiu mais um, o que nos traz maior responsabilidade. Temos, obviamente, pena de não poder pôr em prática as políticas alternativas que temos para o país e a região…

Isso decorre da derrota eleitoral que o PSD teve e que está a fazer com que, a nível interno, já se viva um clima de pré-campanha eleitoral, com várias personalidades e distritais a posicionarem-se a favor ou contra a manutenção de Rui Rio. De que lado está?

Quem está a posicionar-se se calhar até já está de pé porque não fez suficiente campanha. Eu, como fiz muita campanha, neste momento, estou a descansar e, portanto, eles que tratem lá dessas coisas uns com os outros, para mim, neste momento, isso não é nem deve ser a prioridade.

A questão colocar-se-à mais lá para a frente, julgo que há eleições em janeiro e nem sei se o presidente do partido pretende ou não recandidatar-se, pelo que não desenvolvi qualquer reflexão a esse respeito. Neste momento encontro-me em aturado descanso, o mesmo se passará, suponho, com todos os que estiveram comigo pois fizemos uma campanha extraordinária, muito desgastante do ponto de vista físico e precisamos de uns dias para recuperar.

Quais os temas a que vai dar prioridade como deputado eleito pelo Algarve?

Temos um vasto conjunto de temas que vamos defender de que destaco, entre outros: a construção de um novo hospital e a fixação de médicos; a questão da mobilidade ferroviária e rodoviária, com a redução das portagens na Via do Infante, que já havia sido prometida pelo PS em 2015 e não foi cumprida; intervenção ao nível da habitação para que as pessoas tenham acesso a esse direito; respostas à ameaça do Brexit e medidas de diversificação económica da região.

De forma simbólica qual será a primeira iniciativa que levará a cabo ao voltar ao Parlamento?

Sinceramente não tinha pensado nisso, mas a prioridade nº1 na região é tomar medidas para ultrapassar os graves problemas que existem na saúde. O próximo Governo tem que criar um plano de emergência para a saúde no Algarve sob pena desta sangria não estancar e se colocar em causa o acesso à saúde por parte dos algarvios.

 

LEIA TAMBÉM:

Proposta de abolição das portagens na Via do Infante será a primeira iniciativa do eleito do Bloco

Sabe quantos votos foram precisos para eleger cada deputado?

Quem ganhou e quem perdeu as eleições no Algarve

 

(Visited 378 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub