Portugal na ‘lista negra’ do Reino Unido é uma “injustiça”, diz presidente do turismo algarvio

pub
pub

O presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, qualifica a decisão do Reino Unido de colocar Portugal fora dos corredores aéreos do Reino Unido isentos de quarentena como “profundamente injusta e penalizadora” para a região e o país.

Trata-se, na sua opinião, de “um erro do Governo britânico, que poderia ser evitado se ouvisse os 18 mil residentes britânicos que vivem na região e que podem testemunhar na primeira pessoa o exemplo dado durante a pandemia”.

Este responsável acrescenta que “fomos claramente penalizados por falar verdade” e deixa a pergunta: “será mais seguro viajar para países que testam metade, ou mesmo um terço, ou preferem passar férias num país verdadeiramente empenhado em preservar a saúde pública e o turismo?”

Em documento divulgado há pouco refere, ainda que “em maio, Portugal foi aclamado no Reino Unido como exemplo na resposta à pandemia. De lá para cá, melhorámos os índices de internamente (-50%), óbitos (-70%) e casos ativos (-45%)”.

No que à região diz respeito, lembra que “desde o início da pandemia da doença Covid-19, regista apenas 1,5% dos casos em território nacional (639 casos acumulados até dia 2 de julho)”.

Para além disso, o turismo nacional “desenvolveu o primeiro sistema de certificação de protocolos sanitários em atividade turística do mundo, o selo “Clean & Safe”, contando-se mais de 17 mil selos emitidos e 20 mil profissionais formados”.

Ao mesmo tempo, o Turismo do Algarve desenvolveu um “Manual de Boas Práticas”, igualmente pioneiro ao nível mundial, para várias das atividades turísticas, englobando os procedimentos a adotar para rent-a-car, golfes, parques de campismo, marinas, praias, surf, parques aquáticos e restaurantes, além do alojamento turístico, agências de viagens e empresas de animação turística.

Aquele responsável revela, apesar de tudo, algum optimismo, pois “apesar de até hoje ser igualmente obrigatória a quarentena no regresso, temos vindo a assistir a uma procura crescente do mercado britânico, desde que em meados de junho reiniciaram as ligações ao Reino Unido. Para julho e agosto temos disponíveis ligações para 20 aeroportos, operados por 5 companhias aéreas, atestando a confiança de turistas e operadores aéreos no Algarve”.

LEIA TAMBÉM:

Covid-19: DGS regista mais sete casos no Algarve

Covid-19: Oito novos casos em Olhão

Operações de fiscalização com radar

(Visited 187 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub