Suspeitos de desvio de dinheiro de centro social vão ser julgados

pub
pub

O Ministério Público (MP) informa ter deduzido acusação para julgamento por tribunal coletivo “contra o ex- presidente da direção de um centro social situado em Pêra e contra a ex-diretora de serviços da mesma entidade pela prática de crimes de abuso de confiança qualificada, infidelidade, acesso ilegítimo, falsidade informática e furto”.

Segundo a acusação, “entre janeiro de 2012 e junho de 2016, os arguidos retiraram do centro social, por várias formas, várias dezenas de milhares de euros que gastaram em proveito próprio”.

O MP acrescenta, em comunicado, que “com o dinheiro da instituição, terão também adquirido para si próprios bens de consumo, designadamente eletrodomésticos, no valor próximo de 10.000 euros. Além disso, ainda de acordo com a acusação, para que a contabilidade do centro social não refletisse o desaparecimento de verbas que retirou, num valor global próximo de 21.000 euros, a arguida entrou com palavras passe e nomes de utilizadores seus conhecidos no sítio internet da Autoridade Tributária e, sem conhecimento daqueles, emitiu em seu nome faturas-recibo fictícios”.

LEIA TAMBÉM:

Covid-19: Ponto de situação em Portimão (14 de julho)

Covid-19: DGS regista 17 novos casos no Algarve

Operações de fiscalização com radar

(Visited 204 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub
pub