Surfistas aprendem a fazer salvamentos no mar

pub

Decorreu em Sagres, no passado dia 26, a segunda ação da iniciativa “Surf & Rescue” promovida pela Associação de Escolas de Surf de Portugal (AESDP) e o Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), um projeto que pretende reforçar a segurança nas praias portuguesas durante todo o ano.

Esta formação, direcionada para treinadores e técnicos das Escolas de Surf e Surf Camps, decorreu durante todo o dia na praia da Mareta, tendo esgotado o limite de 30 inscrições imposto pela atual situação pandémica.

A participação de surfistas e treinadores de Surf em resgates e salvamentos no mar é uma realidade cada vez mais presente em Portugal e esta ação contribuiu para capacitar aqueles que estão na linha da frente durante todo o ano, as Escolas de Surf, ao nível das mais recentes técnicas de salvamento, primeiros socorros e Suporte Básico de Vida.

A iniciativa contou com a presença do surfista algarvio profissional de ondas grandes Alex Botelho, que participou em toda a formação e reforçou a importância de toda a comunidade de surf ter os conhecimentos necessários para poder atuar em situações de emergência no mar. A participação deste atleta, habituado a enfrentar as condições mais extremas, é um testamento para a relevância desta iniciativa, não apenas para os membros ligados ao ensino de surf, mas para toda a comunidade nacional.

Esta foi a segunda das três ações Surf & Rescue deste mês, depois de ter passado pela Costa da Caparica no dia 23 e que irá terminar na Praia de Matosinhos na quarta-feira. A ação contou com o apoio da Câmara Municipal de Vila do Bispo, que se fez representar pela vereadora, Rute Silva.

LEIA TAMBÉM:

Covid-19: Surto de Portimão provoca 22 novos casos

Ofertas de emprego da semana

Avaria põe embarcação com 12 pessoas à deriva

(Visited 41 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub
pub