Câmara de Albufeira investe em medidas de eficiência energética

pub
pub

A Câmara de Albufeira tem vindo a implementar diversas medidas que têm como objetivo aumentar a eficiência energética e reduzir as emissões de CO2 no concelho.

Entre elas constam a instalação de sistemas solares fotovoltaicos em vários edifícios municipais, escolas e equipamentos desportivos, o reforço da frota municipal com veículos elétricos e instalação dos respetivos postos de carregamento de acesso público, bem como a substituição da iluminação pública e de diversos equipamentos por tecnologia LED.

Durante o mês de novembro, a autarquia procedeu à ligação de um conjunto de painéis fotovoltaicos, instalados no parque de estacionamento do edifício municipal de Vale Pedras. O sistema faz parte de um conjunto mais alargado de investimentos através dos quais se aposta “em tecnologia limpa que permite diminuir o consumo de energia elétrica e consequentemente da nossa pegada ecológica, com a redução substancial da produção de CO2″, refere José Carlos Rolo, que destaca, também, como grande vantagem a poupança anual nos custos de energia elétrica.

Trata-se de uma instalação de sombreamento para viaturas, com cobertura de 312 painéis solares fotovoltaicos destinados à produção de energia para autoconsumo, que irá permitir o abastecimento do Edifício Administrativo de Vale Vedras, Oficinas Municipais, Canil, bem como as restantes instalações do complexo de edifícios existentes junto aos armazéns municipais.

O sistema, com um custo total superior a 150 mil euros, tem uma potência instalada de 103KWpico e uma produção média estimada de 500kWh/dia (total), 180MW ano. Refira-se que com a instalação destes painéis o Município irá conseguir uma poupança média mensal de 1.500 euros – aproximadamente 50 a 70% do valor total da fatura – o que representa um ganho anual de 18 mil euros. Em termos de impacto ambiental irão ser produzidas menos 42 Toneladas de CO2.

Os edifícios da escola EB1 e Jardim de Infância de Vale Pedras, bem como a EB1 dos Olhos de Água também já estão dotadas com sistemas fotovoltaicos para autoconsumo. Os três equipamentos instalados, no valor aproximado de 60 mil euros, são constituídos por um conjunto de 40 painéis de 300Wpico, uma produção média estimada de 50kW/dia (total) e uma produção anual estimada de 18MW. Em termos económicos, irão permitir uma poupança média mensal de 200 euros – aproximadamente 40 a 60% do valor total da fatura. Em termos de impacto ambiental permite a redução de 5 Toneladas de Co2.

As Piscinas Municipais também já estão equipadas com um sistema fotovoltaico instalado na cobertura para auto-consumo. Trata-se de 200 painéis de 335Wpico, que irão permitir uma produção média estimada de 400KkWh/dia (total) – 150MW anual, uma poupança média mensal de 1.400 euros (aproximadamente 30 a 40% do valor total da fatura) e uma redução de CO2 de 45 toneladas. O investimento é de aproximadamente 100 mil euros.

Em 2020, para além da instalação dos referidos sistemas fotovoltaicos, todas as escolas do concelho viram ser substituídas as lâmpadas fluorescentes por novas lâmpadas de tecnologia LED. No total, foram instaladas cerca de 5 mil lâmpadas LED, um investimento total na ordem dos 15 mil euros, que permite a redução do consumo energético em aproximadamente 60%. 

A nível de equipamentos desportivos, nas Piscinas Municipais a iluminação da Nave principal foi totalmente substituída por tecnologia LED. O trabalho, que foi integralmente executado por Técnicos da autarquia, com um custo total no valor de 46.789,12 euros, permite uma poupança energética de 40% no valor da fatura, com melhorias significativas dos níveis de iluminação. Também no Estádio da Nora, em Ferreiras, foi feita a substituição da iluminação total do relvado por tecnologia LED. A empreitada, com um valor previsto de aproximadamente 74 mil euros, irá permitir uma redução dos custos de consumo energético, na ordem dos 50%, com um impacto ambiental a nível da redução de CO2 de cerca de 7 toneladas.

Para além dos equipamentos, a iluminação pública, também, é uma das grandes prioridades da autarquia. Assim, nas zonas do Centro Antigo, Cerro da Alagoa, Forte de São João, Malpique, Páteo, Vale Faro e Vale Mangude, bem como nas vias principais (EN395, Estrada de Albufeira, Estrada das Fontainhas, Estrada dos Brejos, Estrada de Vale Pedras, e alguns troços da Av. dos Descobrimentos) já começaram a ser substituídas 2500 luminárias por tecnologia LED, um investimento no valor total de 674.960,30 euros, que corresponde à 1ª fase da empreitada para o aumento de eficiência energética na rede de iluminação pública do concelho. A obra faz parte do plano de substituição integral de todas as luminárias da cidade.

A segunda fase (em processo de contratação) prevê a substituição de mais 1050 luminárias. No total, as obras em curso e as que estão prestes a iniciar, envolvem um conjunto de intervenções na rede pública de iluminação do concelho no valor aproximado de um milhão de euros. O objetivo passa por substituir todo o antigo sistema de iluminação pública no centro urbano de Albufeira, desde a Marina até à Balaia, passando pelo Alto dos Caliços e o Montechoro. Futuramente, prevê-se estender a medida às restantes freguesias, numa parceria com a EDP.

José Carlos Rolo sublinha que “o investimento irá permitir à autarquia uma poupança anual na ordem dos 167 mil euros com a vantagem acrescida de reduzir as emissões de CO2 em cerca de 356,16 toneladas por ano”.

No que se refere à frota municipal de viaturas, o Município tem vindo a proceder à reconversão de parte dos veículos de combustão interna (veículos em fim de vida) por veículos elétricos, o que contribui para a promoção da mobilidade sustentável, nomeadamente através da utilização mais eficiente de energia, redução de emissões poluentes e diminuição do ruído.

Neste momento a autarquia já conta com um total de 12 veículos “amigos do ambiente” e encontra-se a alargar a rede de carregamento de viaturas elétricas através da instalação de mais sete postos públicos em diferentes zonas do concelho. Até ao momento encontram-se instalados quatro postos de carregamento e há mais um prestes a entrar em funcionamento.

O presidente José Carlos Rolo sublinha que “estamos a investir no futuro, uma vez que os veículos elétricos são três vezes mais eficientes do que os tradicionais motores de combustão, o que nos permite poupar em média aproximadamente 10 mil euros/ano e reduzir a emissão de CO2 para a atmosfera em aproximadamente 27 toneladas por ano”.  

LEIA TAMBÉM:

28 ofertas de emprego

Bombeiros de Portimão apagam fogo em lar

Mulher ferida em acidente

(Visited 40 times, 1 visits today)
pub

pub
pub

pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev