Investimento superior a um milhão de euros transforma antiga fábrica de cortiça em incubadora de empresas

A Câmara de Loulé aprovou a obra de requalificação da antiga Fábrica da Cortiça do Ameixial. Esta intervenção, no valor de 1,1 milhões de euros, permitirá criar espaços de incubação de empresas.

Em comunicado, o presidente da autarquia, Vítor Aleixo, adianta que, “para combater a acentuada perda da população ao longo das últimas décadas nas zonas do interior do concelho, aposta agora no apoio à dinamização e diversificação económica como atrativo para novos negócios que se queiram fixar nestas áreas. O Ameixial dispõe de um conjunto de recursos e particularidades que podem favorecer a instalação de atividades económicas. Neste caso, iremos aproveitar e valorizar recursos já existentes para atrair empresas e criar emprego. Este é sem dúvida mais um passo importante em prol da coesão territorial”.

A cerca de um quilómetro do centro da aldeia do Ameixial, em Vale Redondo, o edifício com 700 m2 será alvo de trabalhos que visam criar condições básicas para ali fixar atividades económicas em regime de incubação e de acolhimento para empresas que se queiram relocalizar. Este investimento pretende criar, na área do imóvel onde funcionavam os escritórios, uma fração destinada a serviços e, na área destinada a “armazenamento e tratamento de cortiças”, seis frações destinadas a armazém e indústria.

No espaço exterior, serão melhorados os acessos e criada uma zona de estacionamento.

Leia também:

“A Câmara de Portimão não vai fazer nem mais um teste de Covid-19”

Ponto de situação nos 16 concelhos algarvios

Oferta de emprego público

(Visited 55 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub