Lídia Jorge e Nuno Júdice participam em iniciativa da Biblioteca de Portimão

A Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes convida oito escritores para quatro conversas emparelhadas em que cada um apresenta um livro do outro, partilhando no Jardim 1º de Dezembro leituras entre si e com o público.

Com esta iniciativa, que se intitula “Verão Azul”, título inspirado no livro “Agosto Azul” de Manuel Teixeira Gomes, o Município de Portimão, através da Biblioteca Municipal, pretende “colorir com um pouco mais de azul o Verão portimonense através dos livros e da palavra daqueles que os escrevem, dando um alento otimista aos escritores portugueses que no contexto da pandemia não puderem ter um contacto direto com os leitores”.

Sempre com encontros marcados para as 18h30, o programa arranca no dia 25 de junho, proporcionando uma conversa emparelhada entre João de Melo (“Livro de Vozes e Sombras”) e João Pinto Coelho (“Um Tempo a Fingir”), cruzando palavras sobre os seus dois últimos romances onde confluem vozes e sombras caminhando no fio da navalha da História que importa não esquecer.

Seguem-se, no dia 23 de julho, Sandro William Junqueira (“A Sangrada Família”, o romance que traz o autor para uma adega perdida no meio da serra onde se escutam “mágoas e muitos incêndios da vida”) e Ondjaki (“O Livro do Deslembramento” que nos conta sobre uma Luanda vivida por uma criança como uma história de encantar, mas onde paira a ameaça terrível da guerra). 

A 13 de agosto, Lídia Jorge (“Em Todos os Sentidos”, uma incursão na crónica do quotidiano com a sensibilidade e a ética de sempre da autora) vai estar à conversa com Afonso Cruz (“O Vício dos Livros”, recolha de relatos históricos e curiosidades literárias, de reflexões e memórias pessoais para nos viciar nos livros). 

Por fim, a 20 de agosto os protagonistas serão Nuno Júdice (“Regresso a um Cenário Campestre”, livro de poesia terminado na transição da epidemia para a pandemia, onde o autor reflete sobre as transformações do tempo em que vivemos) e Luís Filipe Castro Mendes (“Voltar”, onde o autor regressa como Ulisses a uma Ítaca de onde olha para um mundo que ficou à deriva).

Em cada um dos quatro encontros deste ciclo de conversas literárias decorrerá uma minifeira do livro, a partir das 17h30, dedicada exclusivamente aos autores presentes.

LEIA TAMBÉM:

Homem detido e mais de uma tonelada de droga apreendida

A vida fez-se para pedalar

Mulher detida por violência doméstica

(Visited 35 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub

pub