Autarquias algarvias aderem a sistemas alimentares locais

pub

Em março deste ano o projeto Sistemas Alimentares Locais (SAL), cuja responsabilidade de implementação está a cargo da Associação In Loco, com financiamento do programa Civic Europe, deu os primeiros passos na mobilização de atores-chave da região do Algarve e também de outros locais do país, em torno da temática dos sistemas alimentares territoriais e sustentáveis.

Os últimos cinco meses do projeto foram dedicados à realização de um conjunto de ações de capacitação que decorreram com periodicidade semanal, num total de 28 atividades, entre as quais se destacam webinares, formação modular, ações de intercâmbio, oficinas com especialistas e reuniões de acompanhamento.

No total foram proporcionadas mais de 50 horas de ações de capacitação e o projeto trouxe para a participação 77 representantes de autoridades locais e regionais, de organizações não governamentais, de instituições de ensino superior e também agricultores/as e cidadãos/ãs.

Foram formuladas parcerias com 7 organizações do país de forma a trazer o seu conhecimento e experiência neste tipo de sistemas e temáticas relacionadas, promovendo momentos de intercâmbio com os participantes envolvidos.

Nesta fase final, o projeto está a apoiar a implementação de 8 sistemas alimentares locais, da iniciativa das autarquias ou de agricultores, em seis concelhos da região do Algarve, nomeadamente Albufeira, Castro Marim, Lagos, Loulé, São Brás de Alportel e Tavira.

Todo o conhecimento colectivo construído durante o projeto acerca de sistemas alimentares sustentáveis, será reunido numa publicação a ser editada a partir de Setembro e cujos conteúdos serão decididos pelos participantes no mesmo.

LEIA TAMBÉM:

Detido por tráfico de droga

O humor de ‘aço’ de quatro jovens portimonense

GNR apreende 450 sacos de alfarrobas roubadas

(Visited 20 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub