Bombeiros combatem incêndios

pub

23h59 – Esta vai ser uma noite muito complicada para os operacionais que continuam no terreno. Em conferência de imprensa, o comandante Richard Marques disse que a “janela de oportunidade” de que precisam para extinguir as chamas não deverá acontecer, uma vez que as previsões indicam que as condições meteorológicas continuarão adversas, com muito calor e a continuação do vento. De acordo com aquele responsável, o fogo continua a “lavrar com muita intensidade”, tem um perímetro de cerca de 30 quilómetros e desenvolve-se nos concelhos de Castro Marim, Tavira e Vila Real de Sto. António. Está a ser combatido por 355 bombeiros que têm como uma das prioridades essenciais impedir o seu desenvolvimento para sul.

20h35 – O incêndio deixou de estar confinado ao concelho de Castro Marim e já lavra em parte do território de Tavira. A Via do Infante está cortada entre os nós de Monte Gordo e de Tavira. Ao longo do dia foram retiradas de zonas que se encontravam na rota do fogo algumas dezenas de pessoas. Pelo menos dois edifícios foram consumidos pelas chamas. A conferência de imprensa para fazer o ponto de situação, que estava marcada para as 19h45, foi adiada para as 21 horas.

19h00 – Nas últimas horas têm vindo, continuamente, a ser reforçados os meios de combate ao fogo, que continua ativo. São, nesta altura, 381 os operacionais que dão combate às chamas, apoiados por três meios aéreos. Está previsto que, pelas 19h45, o Comandante das Operações de Socorro, Richard Marques, faça um ponto de situação.

17h20 – O vento que sopra com alguma intensidade dificulta a tarefa dos bombeiros, uma vez que ‘transporta’ as chamas em diversas direções. Uma das zonas afetadas e que está a dar mais dores de cabeça a quem combate o incêndio é a da Cortelha, onde existem várias habitações dispersas.

16h13 – Os meios de combate ao incêndio de Odeleite continuam a ser reforçados. Contam, atualmente, com 279 operacionais, 89 viaturas e 10 meios aéreos.

15h40 – Mais de duas centenas de bombeiros combatem, por esta altura, um incêndio que se desenvolve numa zona de mato da Pernadeira, na freguesia de Odeleite (concelho de Castro Marim).

O alerta deu-se de madrugada, poucos minutos depois da 1 hora. Pelas 10h28, o fogo foi dado como controlado, mas com o aumento das temperaturas e do vento, voltou a ganhar força e por esta hora lavra com intensidade e é combatido por um total de 237 operacionais, apoiados por 78 viaturas e 9 meios aéreos.

De acordo com o sute oficial da Proteção Civil há um outro incêndio a desenvolver-se na região, este na zona de Boliqueime (concelho de Loulé), o qual é dado como controlado.

Ainda assim, no terreno mantêm-se 25 operacionais, apoiados por um meio aéreo e 5 viaturas.

(Foto de arquivo)

LEIA TAMBÉM:

O portimonense que sabe tudo sobre os Xutos e os Rolling Stones

Quinze ofertas de emprego para a Câmara de Portimão

Histórias da pesca do bacalhau: Acidente fatal

(Visited 3.708 times, 1 visits today)
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

pub