Agricultores de Lagoa ganham gabinete de apoio

pub
pub

A Câmara de Lagoa anuncia a criação do Gabinete de Apoio ao Agricultor (GAAL). Para o efeito, aquele município procedeu, no passado dia 1 de setembro, à assinatura do protocolo de cooperação com a Vicentina-Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste.

A cerimónia protocolar teve lugar às 11 horas na Unidade de Desenvolvimento Económico, sedeado no Parque de Feiras de Agricultura, Turismo, Artesanato, Comércio e Industria de Lagoa (FATACIL) onde se encontra instalado e irá funcionar o GAAL. 

Em comunicado, a Câmara acrescenta que o GAALagoa “pretende ser uma resposta comunitária, pluridisciplinar, personalizada e de proximidade, vocacionada para prestar informações, aconselhamento e apoio técnico a todos os empreendedores do sector agroalimentar – agricultura, pecuária, transformação agroalimentar, comercialização –  do concelho”.

Procura-se, assim, “criar e apoiar dinâmicas em torno destes sectores de atividade económica, do seu desenvolvimento e da sua adaptação a novas regras, orientações politicas e de sustentabilidade, desde os apoios ao investimento até à sua instalação, passado pelo licenciamento, parcelário, declaração de existências e outros processos necessários à atividade”. 

O apoio será assegurado por técnicos da Associação Vicentina em articulação com consultores e serviços especializados que colaboram com a associação no âmbito das suas atividades de desenvolvimento local e rural.

O GAALagoa está instalado e funciona com atendimentos presenciais quinzenais, à 4ª feira das 9:30 às 13 horas e das 14 às 17 horas.  No dia 15 de setembro será o primeiro dia de atendimento presencial no GAALagoa, mas estão desde já disponíveis outras formas de comunicação, através do endereço eletrónico gaalagoa@vicentina.org e do telefone 282 680 120. 

“Era de vital importância a criação desta resposta para a agricultura, para os nossos agricultores e, em particular, para a produção de vitivinícola e para os nossos vitivinicultores.  Todos os dias eles deparam-se com muita legislação, com falta de apoio técnico que, muitas vezes, faz com que percam fundos comunitários importantíssimos para o desenvolvimento da sua atividade”, considerou, Luís Encarnação, Presidente da Câmara Municipal de Lagoa. 

LEIA TAMBÉM:

12 ofertas de emprego público

Ofertas de emprego para Câmara algarvia

Oferta de emprego para a Universidade do Algarve

(Visited 10 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

pub

pub

pub