GNR ‘ataca’ esquema de fraudes em arrendamentos

O Destacamento Territorial de Loulé da GNR constituiu arguidos um homem e uma mulher, com de 42 e 46 anos, respetivamente, por burla qualificada, em Almancil.

A GNR adianta, em comunicado, que no âmbito de uma investigação que decorria há cinco meses, pelo crime de burla e falsificação de documentos, para obtenção ilícita de rendimentos com arrendamentos e administração de propriedades imobiliárias, foi desencadeada uma operação policial, dando cumprimento a um mandado de busca domiciliária.

Dessa diligência resultou a apreensão do seguinte material: Diversa documentação falsificada, utilizada para a celebração de contratos fraudulentos e administração de propriedades imobiliárias; Seis relógios de luxo; Quatro computadores portáteis; Dois telemóveis e uma impressora.

No documento, esta força de segurança pública refere que “o modus operandi dos arguidos prende-se com esquemas fraudulentos, com vista ao enriquecimento ilícito, através de falsos contratos de arrendamento, faturas e recibos, causando elevados prejuízos patrimoniais junto de empresas imobiliárias e particulares”.

LEIA TAMBÉM:

Morte em praia algarvia

Saiba quem passa a mandar no quê na Câmara de Portimão

14 ofertas de emprego

(Visited 77 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev