Política

Bloco de Esquerda quer alargamento do período de vigilância nas praias

Partilhe a notícia
pub
pub

O Bloco de Esquerda (BE) do Algarve quer que o período de vigilância nas praias seja alargado.

Em comunicado, aquele partido político lembra que “nas 107 zonas balneares marítimas existentes no Algarve, apenas 25 poderão contar com nadadores-salvadores a partir de 15 de maio, às restantes, resta esperar por um “bom comportamento” dos banhistas para evitar acidentes. Só a 1 de junho estarão reunidas condições de segurança em 60 praias do distrito de Faro até ao encerramento da Época Balnear, que se fará a 30 de setembro, à exceção de Albufeira, onde a vigilância terminará a 15 de outubro”.

O BE adianta que tem sido notório que “um elevado número de banhistas se deslocam às zonas não vigiadas, como se tem vindo a verificar nos últimos dias, devido ao calor extremo que se tem feito sentir”, pelo que, para evitar acidentes fatais, é necessário que haja um aumento da segurança.

Na opinião dos bloquistas “é urgente o alargamento do período de vigilância das praias algarvias, nomeadamente, criando um corpo de nadadores-salvadores do Instituto de Socorros a Náufragos. É urgente aumentar o período de vigilância nas praias e os recursos, garantindo a presença de nadadores-salvadores, em períodos mais prolongados, a fim de reduzir o número de acidentes.”

Artigo relacionado: Os grandes concertos do ano no Algarve

……………….
VÍDEO EM DESTAQUE

O que vai mudar na circulação automóvel em Portimão

Assista aqui a todos os nossos vídeos

LEIA TAMBÉM:

Os grandes concertos do ano no Algarve

(Visited 64 times, 1 visits today)
pub
pub
pub

EVENTOS NO ALGARVE