Economia

Ervas marinhas em salinas do Algarve para combater alterações climáticas

Partilhe a notícia
pub
pub

O projeto “Sal C – Valorização das Salinas para o Sequestro de Carbono e Mitigação das Alterações Climáticas”, vencedor do “Prémio Promove 2023” da Fundação “La Caixa”, “vem demonstrar que a instalação de ervas marinhas nos canais das salinas permite, de forma sustentável, o sequestro de carbono Azul a uma taxa 30 vezes mais eficiente que a floresta, para além da melhoria da qualidade da água e retenção de microplásticos”, garante a Câmara de Castro Marim.

Com um investimento inicial de cerca de 200.000 euros, apoiados em 75% pela Fundação “La Caixa”, o projeto permite “aumentar a cadeia de valor de uma das atividades mais relevantes na economia castromarinense, a salinicultura tradicional, promovendo a rentabilização das salinas, ao transformar uma atividade sazonal numa atividade permanente e criando novos postos de trabalho qualificados”, frisa a autarquia.

Além disso, outro fator importante tem a ver com a “salvaguarda das condições futuras da produção de sal e flor de sal, por permitir a retenção de potenciais elementos poluentes e de microplásticos que possam surgir na água do mar”.

“Tem potencial de divulgação como boa prática e posicionamento internacional do potencial das salinas de Castro Marim”, sublinha Filomena Sintra, vice-presidente da câmara. Este projeto é apresentado no dia 30 deste mês de novembro, no Revelim de Santo António.

……………….
VÍDEO EM DESTAQUE

O encanto secreto da serra de Monchique

Assista aqui a todos os nossos vídeos

(Visited 90 times, 1 visits today)
pub
pub
pub

EVENTOS NO ALGARVE