Economia

Invasão de novos hotéis em Portimão e Lagos (com VÍDEO)

Partilhe a notícia
pub
pub

Assista ao vídeo aqui

São muitos os milhões que vão ser investidos, nos próximos tempos, na construção de novos hotéis e empreendimentos turísticos nos concelhos de Lagos e Portimão.

Em Lagos, no terreno situado por trás da antiga estação vão nascer dois hotéis do grupo Hilton, um de 90 e outro de 180 quartos.

A escassos quilómetros, na zona de Palmares, situada junto à Meia Praia, também está prevista a edificação de um novo hotel de 5 estrelas, este de 152 quartos.

Mas uma das grandes novidades deverá ser, finalmente, a recuperação do edifício do saudoso Hotel Golfinho.

Há cerca de 5 anos já tinha sido anunciado que o imóvel seria convertido num estabelecimento de 279 quartos mas, entretanto, nada aconteceu e o edifício continuou a degradar-se. Uma situação que poderá agora alterar-se, com o arranque previsto das obras.

Outro cancro urbanístico que existia no concelho era o das torres da Torraltinha. Neste caso, o processo de recuperação está bem mais adiantado, e é composto por um hotel de 5 estrelas, que deverá abrir no próximo verão, e por 72 apartamentos que estão à venda por verbas que podem atingir a módica quantia de 800 mil euros.

Neste concelho, destaque ainda para o empreendimento da Boavista, que tem um projeto de construção de um hotel de cerca de três centenas de quartos.

Assista ao vídeo aqui

Também no concelho de Portimão vão chover muitos milhões de euros para a construção de equipamentos turísticos.

No interior da cidade já começou a ser recuperado o velho e decrépito hotel Tropimar, que vai ter 60 quartos, e a antiga Feitoria e edifícios adjacentes vão também ser convertidos numa unidade hoteleira, esta de 65 quartos.

Mas é na zona da Mata da Rocha, situada bem perto da Marina de Portimão, que vai ser edificado um dos maiores empreendimentos. O terreno de 26 hectares será dividido em 30 lotes, nos quais serão instalados um hotel e apartamentos turísticos, num total de 766 quartos e 652 fogos.

No espaço ao lado, entre o porto comercial e o Convento de S. Francisco, deverão ser construídos um hotel de 388 quartos e 473 apartamentos turísticos.

Um outro empreendimento de grande dimensão é o do Morgado do Reguengo, cuja 2ª fase contará com 900 unidades de alojamento.

Para um dos espaços turísticos mais nobres do concelho, a Praia do Vau, está prevista a edificação de um hotel do grupo Hard Rock, composto por 292 quartos.

Na zona situada entre o Vau e Alvor vão nascer vários outros empreendimentos turísticos: o do Facho (250 quartos), o Vau Rocha (80), um outro nas imediações do Alto Golfe (148) e na Dourada (123).

Na Torralta, num terreno situado junto às torres, vai ser construído um hotel de 193 quartos, nos Montes de Alvor um mais pequeno, de 50, e na Quinta da Rocha, um hotel rural, com 12 quartos e nove unidades de casas de campo, num total de 64 camas.

Fora desta lista, por se encontrar ainda numa fase burocrática muito embrionária, fica o processo que poderá ter como desfecho a implantação de um enorme empreendimento hoteleiro, a Herdade do Arade, na zona do Morgado de Arge, que prevê a instalação de mais 3.238 camas turísticas.

Assista aqui ao vídeo:

(Visited 17.959 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

EVENTOS NO ALGARVE