Cultura

Muito teatro e música em Loulé

Partilhe a notícia
pub
pub

Esta quarta-feira, dia 6 de dezembro, o Cineteatro Louletano recebe a Companhia João Garcia Miguel, que dará um workshop de escrita criativa, onde a investigação e a aprendizagem se misturam e entrecruzam.

No dia seguinte, dia 7, às 21h00, é a vez de a mesma companhia subir ao palco do Cineteatro Louletano, com a peça “Maria Coroada”, um trabalho a partir de uma história verídica que repõe os ecos do passado, mais concretamente do período da ressaca da Guerra Civil Portuguesa, em 1840.

No dia 10 de dezembro, às 17h00, há concerto no Auditório do Solar da Música Nova, com mais uma edição do ciclo “Ilustres Desconhecidos”. Desta feita, o convidado é Valter Lobo, um cantautor que se assume como verdadeiramente independente em todas as formas: do pensamento e composição até à forma de comunicar, sem moda ou apropriação estilística.

A 14, o Teatro Nacional D. Maria II “assenta arraiais” em Loulé, com a Odisseia Nacional. A partir das 18h00, no Palácio Gama Lobo, haverá o lançamento de um livro de Guillaume Poix, ator francês que é cego e que protagoniza a peça “La Vie Invisible”. O livro tem, para além da edição clássica, uma edição em braille, dirigida especialmente a pessoas cegas. A incursão do D. Maria continua com o evento “Cenários”, a 15 e 16, evento que inclui, como já referido, debates, mesas-redondas e conferências. A peça, “La Vie Invisible”, é no dia 15, às 21h00, no Cineteatro Louletano.

No dia 16, no Auditório do Solar da Música Nova, há mais uma edição dos Concertos Crescendo, que este ano decorrem sempre de manhã, às 11h30. O concerto é de entrada gratuita, dirigido ao público em geral, e serve para mostrar à comunidade o trabalho de professores e alunos do Conservatório de Música de Loulé – Francisco Rosado.

No dia seguinte, mas em Quarteira, realiza-se o já tradicional Concerto Orquestral de Natal, pela Orquestra do Algarve (OA). É na Igreja de São Pedro do Mar, às 16h00. A OA celebra esta quadra com algumas das mais luminosas e animadoras partituras de Bach e Händel, que convocam a orquestra para uma escuta de partitura de rara beleza e efeito. A coroar o programa está o violino de Laurentiu Simões, solista da Orquestra do Algarve.

E também a 17 de dezembro, a partir das 17h00, mas no Cineteatro Louletano, um concerto promovido pelo Conservatório de Música de Loulé, mas desta vez com duas orquestras, a Orquestra Sinfónica e a Orquestra de Sopros e Percussão, juntando ainda dois Coros, o Coro dos alunos do Conservatório e o Coro das Seis, um coro aberto à comunidade local.

E por falar nas festas, levanta-se já em dezembro o véu dos tradicionais Concertos de Ano Novo, com a Orquestra do Algarve, com duas sessões, uma às 16h00 e outra às 18h30, no dia 1 de janeiro. Os concertos decorrem sob a direção do carismático maestro espanhol Pablo Urbina, a anunciar de forma emocionante e vibrante o novo ano que se avizinha. Nas pautas, há Mendelssohn, Tiago Derriça (Danças Portuguesas), Dvorak, Mélanie Bonis (1858-1937) e Johann Strauss, com a peça “An der schönen blauen Donau” (No lindo Danúbio Azul).

Leia também: Os eventos que animam o Algarve em dezembro

……………….
VÍDEO EM DESTAQUE

Invasão de novos hotéis em Portimão e Lagos

Assista aqui a todos os nossos vídeos

(Visited 56 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

EVENTOS NO ALGARVE