Regional

Lagos: câmara exige dragagem da barra e recuperação do pontão do Forte Ponta da Bandeira

Partilhe a notícia
pub
pub

A Câmara de Lagos alertou a as entidades da administração central responsáveis pela jurisdição portuária para “a necessidade de intervenções urgentes na barra do porto de Lagos e no pontão contíguo ao Forte Ponta da Bandeira e ao cais da Solaria”.

A autarquia salienta que, já em 2022, tinha pedido a tomada de medidas. Acabou por ser realizada uma “dragagem de emergência”, mas, segundo a câmara, “volvidos apenas dois anos, a insegurança e as péssimas condições de navegabilidade da barra do porto de Lagos e do canal da Ribeira de Bensafrim voltaram a instalar-se e a motivar a preocupação do município, a que se juntam os receios com o estado avançado de degradação do pontão contíguo ao Forte Ponta da Bandeira e a situação do cais da Solaria”.


Na missiva mais recentemente enviada, a edilidade apela, igualmente, a que “seja feita uma reavaliação dos molhes da barra de Lagos e eventual intervenção para contrariar a dinâmica sedimentar que está na origem dos problemas de assoreamento e dos prejuízos causados”.

A câmara diz que, da secretaria de Estado do Mar, “chegou a resposta segundo a qual a dragagem do porto de Lagos está prevista no Plano Plurianual de Dragagens dos Portos do Algarve 2024-26, aguardando a conclusão do Estudo de Incidências Ambientais e, só depois, seguirá para lançamento de contratação pública e realização dos trabalhos”.

Mas a câmara lembra que o próprio Plano identifica “a necessidade de se proceder anualmente à dragagem da barra e do anteporto”, pela que “encara com apreensão o arrastar desta situação”. Relativamente à obra marítima no pontão, “o panorama não é mais animador, uma vez que apesar de estar identificada na lista prioritária de intervenções da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), ainda não existe estudo específico elaborado ou sequer contratado”, lamenta a autarquia.

O município garante que vai “continuar a sensibilizar as entidades competentes para que seja imprimida maior celeridade à tramitação destes processos, cuja concretização é fundamental para garantir as infraestruturas exigidas num território que tem no mar um dos principais recursos, em torno do qual se organiza a comunidade e a economia”.

A autarquia exige “a realização de uma peritagem ao local; a reavaliação dos molhes da barra de Lagos e respetiva intervenção; as necessárias e urgentes obras de recuperação do pontão contíguo ao Forte Ponta da Bandeira e do cais da Solaria; assim como a premente operação de dragagem da barra e do canal da ribeira de Bensafrim para que o acesso, navegação e saída do porto decorram em condições de segurança”.

……………….
VÍDEO EM DESTAQUE

Este novo passadiço no Algarve é um sucesso

Assista aqui a todos os nossos vídeos

(Visited 73 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

EVENTOS NO ALGARVE