Sociedade

Quer visitar a gruta mais famosa do Algarve? Este ano há novas regras

Partilhe a notícia
pub
pub

Este ano, há novas e mais apertadas regras para visitar a Gruta de Benagil, a mais famosa do Algarve, situada no concelho de Lagoa.

O documento elaborado pela Capitania do Porto de Portimão, que estabelece as instrução de navegação na zona costeira entre a praia do Vale do Lapa e a praia de Albandeira, entrou ontem em consulta pública (até 10 de junho). São contempladas várias medidas restritivas, nomeadamente a limitação do acesso ao interior do Algar de Benagil.

Assim: só é permitido o acesso em simultâneo de até três barcos, caso uma das plataformas náuticas motorizadas possua comprimento inferior a 8 metros e as restantes comprimento inferior a 12 metros; e a duas plataformas náuticas motorizadas caso possuam comprimentos entre os 8 metros e os 12 metros, ou caso uma das plataformas náuticas motorizadas possua comprimento inferior a 8 metros e a outra superior a 12 metros.

No que se refere as plataformas náuticas não motorizadas, como caiaques, stand up paddles e canoas, estas podem operar em grupos de seis, acompanhadas por uma plataforma com um guia, que deverá possuir certificação em primeiros socorros e suporte básico de vida. Em simultâneo, poderão operar no interior do Algar de Benagil sete plataformas não motorizadas.

A Capitania de Portimão exige ainda que seja evitada “a produção de ruído além dos limites legalmente estabelecidos”.

Entretanto, no interior e área contígua do Algar de Benagil, haverá uma separação entre barcos e plataformas não motorizadas: estas últimas acedem ao interior e saem do Algar de Benagil apenas pela entrada nascente, por fila única, e circulação em “U” (gancho) para entrar e sair da gruta, enquanto as plataformas motorizadas deverão aceder ao interior das Grutas de Benagil e sair apenas pela entrada poente.

Refira-se que os visitantes, operadores marítimo-turísticos, tripulantes de embarcação e clientes, são obrigados a “usar equipamento de proteção individual, composto por capacete (norma CE EN 1385) e colete salva-vidas, durante toda a duração da visita”.

O documento que está em consulta pública (pode ver aqui) estabelece ainda diversas outras restrições, bem como o valor das coimas que serão aplicadas aos infratores. No caso, por exemplo, de uma contraordenação ambiental grave, esta é punível com coima entre os 2 000 e os 216 000 euros.

A Capitania de Portimão lembra que o grupo de trabalho “Grutas de Benagil” (em que participam várias entidades) considerou urgente a regulamentação da visitação, devido ao grande número de visitantes e aos conflitos verificados.

……………….
VÍDEO EM DESTAQUE

Este novo passadiço no Algarve é um sucesso

Assista aqui a todos os nossos vídeos

(Visited 299 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

EVENTOS NO ALGARVE