Silves regressa ao passado

Já está na rua a 13ª edição da Feira Medieval de Silves, que se estende até 21 de Agosto. São 10 dias de recriação histórica do período medieval da antiga capital do Reino do Algarve.

Dois torneios a cavalo por dia, animação exclusiva no Castelo de Silves, manjares medievais, dança e animação, levam os visitantes numa verdadeira viagem no tempo, onde será possível ter uma visão do que a cidade terá sido outrora e da sua importância incontornável na história da região.

A dança, a música e a poesia são elementos muito importantes deste cenário, mostrando a vitalidade e a diversidade das artes no quotidiano árabe medieval e dando a conhecer uma cidade vibrante no que à cultura e às artes diz respeito.

Entre as 18h00 e a 01h00 os visitantes têm oportunidade de viver aventuras únicas, que os farão regressar a outras épocas, aos tempos áureos em que Silves era a capital do Al-Gharb.

Nesta edição é retratado um período da história da cidade que ocorre na primeira metade do século XII. É uma época politicamente conturbada, em que o poder deambula, com rapidez, entre vários actores políticos e militares.

Em especial destaque, ao longo destes dias, está a figura de Ibn Qasî, que nasce em Silves em data indeterminada, no seio de uma família abastada, cujos bens vendeu, entregando metade da receita aos pobres e com o resto constrói um convento destinado a monges guerreiros (rîbat), perto de Silves.

Leia também: 

Ana Moura, GNR e Pedro Abrunhosa no Festival F

Ana Moura, Anselmo Ralph e Rui Veloso na Fatacil deste ano

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 251 times, 1 visits today)
pub
pub
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.