Aves ganham novas ‘casas’ em campo de golfe

O Morgado do Reguengo Resort, do grupo NAU Hotels & Resorts, instalou, em parceria com a Associação Vita Nativa – Conservação do Ambiente, 13 caixas-ninho que irão servir de abrigo tanto para pequenas espécies de aves como para aves de rapina de média dimensão.

Através desta iniciativa, a organização portuguesa sem fins lucrativos e o resort, que está localizado no interior do concelho de Portimão, pretendem estimular a fixação de mais aves em meio urbano e semi-urbano e, desta forma, não só fomentar o interesse e proporcionar um contacto mais direto da sociedade em relação às aves, como também promover e realçar o importante papel das aves no controlo de pragas biológicas.

Entre as espécies beneficiadas pela instalação das caixas-ninho encontram-se os chapins, os andorinhões, a poupa, o estorninho-preto, o mocho-galego, o peneireiro-vulgar e a coruja-das-torres. O chapim-real e o chapim-azul são espécies importantes para o controlo de pragas, como o caso da processionária, também conhecida por lagarta do pinheiro. Também estas espécies saíram beneficiadas através da instalação de algumas caixas-ninho no parque de estacionamento do campo de golfe.

O peneireiro-vulgar e o mocho-galego são espécies que já se reproduzem no Morgado, mas que até aqui encontravam pouca disponibilidade de espaços convenientes para procriação. Outra espécie local emblemática que passa a usufruir destes ninhos, e que atraia a atenção de locais e turistas pelo seu aspecto único, é a poupa.

As caixas-ninhos encontram-se localizadas, praticamente na sua totalidade, dentro ou nas imediações dos dois campos de golfe do resort, Morgado Golf Course e Álamos Golf Course, permitindo que a prática de golfe coexista em perfeita harmonia com o ecossistema natural em que se insere.

LEIA TAMBÉM:

Bombeiros de Portimão apagam fogo em restaurante

Veja onde vai estar a PSP com o radar

17 ofertas de emprego

(Visited 43 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev