Cumprir o sonho de ir ver um jogo do Benfica

pub
pub

Um utente da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo prepara-se para cumprir o sonho de ver um jogo de futebol no Estádio da Luz.

A concretização dessa aspiração de longa data deverá acontecer a 5 de Fevereiro, data em que a equipa liderada por Rui Vitória recebe o Nacional, em jogo a contar para a 20ª jornada da I Liga. Para além disso, vai ter a oportunidade de conhecer por dentro o estádio do seu clube do coração e de visitar o museu.

Trata-se de mais uma iniciativa integrada no projecto “Eu Sonhava…”, através do qual os utentes da instituição foram desafiados a revelar qual o grande sonho que gostariam de ainda ver realizado.

O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo, Armindo Vicente, diz que foram 120 os corajosos que responderam ao repto e, até agora, “conseguimos, com a ajuda de instituições, empresas, famílias e particulares, realizar cerca de três dezenas”, daí resultando momentos e episódios muito emotivos.

Foi o caso de uma utente, Enid Darwin, que queria voltar a tocar piano. O facto de sofrer da terrível doença de Alzheimer acabou por não a impedir de voltar a fazer soar algumas notas através desse instrumento. Mas, mais do que tocar piano, o que seguramente queria era reviver outros tempos mais felizes em que exercia tal actividade. Isso foi conseguido graças ao pianista Nuno Lucas que a recebeu em sua casa e interpretou algumas das suas peças preferidas.

Outro dos sonhos concretizados que Armindo Vicente fez questão de recordar, foi o do antigo piloto de aviões Vladimiro Monteiro, que conseguiu cumprir o desejo de voltar a voar.

Para além da ida ao Estádio da Luz, estão programadas para os próximos tempos outras iniciativas integradas neste projecto. Uma deslocação ao Jardim Zoológico de Lisboa e a publicação de um livro de poesia são duas delas.

Entre os muitos sonhos revelados há alguns que é impossível cumprir. É o caso dos utentes que quando inquiridos sobre que desejo gostariam de concretizar, não foram de modas e responderam que ‘só’ queriam ganhar o Totoloto ou o Euromilhões.

Não vão, infelizmente, obter os milhões que desejavam, mas, pelo menos, têm a garantia de, muito proximamente, serem recebidos no Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia, como se se, efectivamente, fossem apostadores bafejados pela sorte e ali se deslocassem para reclamar o seu prémio.

Leia também: 

De pequenino se começa a poupar

Nova sede para colectividade da Raposeira

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 169 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.