Vão acabar os maus cheiros em Portimão

São recorrentes as queixas dos automobilistas que passam pela EN 125 na zona de Portimão e de muitos residentes em zonas daquele concelho e de Lagoa dos maus cheiros libertados pela Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR).

Se tudo correr como se espera, essas queixas têm os dias contados. A nova ETAR já entrou em funcionamento, tendo sido oficialmente inaugurada esta Terça-feira, pelo ministro do Ambiente. Por questões técnicas, nos primeiros tempos o mau cheiro ainda vai persistir, mas depois deverá desaparecer por completo.

Esta é uma perspectiva que muito agrada à presidente da Câmara local, Isilda Gomes, que na sua intervenção no decorrer da sessão de inauguração, revelou que recebeu muitas queixas de empresários da construção que, por causa dos maus cheiros, não conseguiam vender os seus imóveis. Para além disso, dava “uma má imagem” a um destino turístico que se quer de qualidade.

O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, foi o convidado especial da cerimónia e assinalou a importância não só da obra já construída, como dos projectos revelados pelo presidente da Águas do Algarve, Joaquim Peres, de reutilização das águas, secagem e reaproveitamento das lamas e construção de um parque fotovoltaico nos terrenos adjacentes, para produzir alguma da electricidade que vai ser necessária para a ETAR funcionar.

Esta estação de tratamento custou 13,8 milhões de euros e fica com capacidade para tratar um caudal médio de 32.061 m3 de efluentes por dia, produzidos por cerca de 140 mil pessoas, residentes e visitantes nos concelhos de Portimão, Lagoa e Monchique.

 

  Leia também:

Prisão preventiva para suspeito de tráfico de droga

Mais violência doméstica no Algarve

Ofertas de emprego para o Algarve (2 de Abril)

(Visited 276 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.