Salvador Sobral, Raquel Tavares, The Gift, Diogo Piçarra e Aurea actuam em Faro

pub
pub
pub
pub

Depois de, por motivo de doença, ter falhado a presença na última edição, Salvador Sobral é um dos nomes fortes da edição deste ano do Festival F, que se realiza em Faro, entre os dias 30 de Agosto e 1 de Setembro.

O cartaz integra muitos mais artistas e bandas, de que se destacam os The Gift, Raquel Tavares, Sérgio Godinho, Moonspell, Diogo Piçarra, Aurea e D.A.M.A.

No decorrer da sessão de apresentação do certame, o presidente da Câmara de Faro, Rogério Bacalhau, destacou o facto de este ser “um festival de música portuguesa, que valoriza o que é nosso”. Referiu, também, que se trata de um evento para toda a família e que é uma excelente exemplo de que o Algarve não é apenas um destino turístico de sol e praia.

O vice-presidente da autarquia, Paulo Santos, salientou o “crescimento rápido mas sustentável” que o certame tem tido. Na primeira edição, há cinco anos, ocupava 5 mil m2 e contava com 19 artistas. Agora, cinco anos passados, estende-se por 38.500 m2 e aos palcos vão subir 62 cantores e bandas. Igualmente exponencial foi o aumento do número de espectadores, que passou de 12 mil para 35 mil, em 2017. No entanto, apesar disso, garantem os dois autarcas, há mais espaço para que o festival cresça, caso isso se justifique.

Para além da música, ao longo dos três dias de duração do Festival F, também haverá espectáculos de stand-up comedy e de teatro, referiu o responsável máximo do Teatro das Figuras, Gil Silva, acrescentando que o programa respectivo será disponibilizado nos próximos dias.

Vasco Sacramento, da empresa Sons em Trânsito, referiu-se ao festival como “um dos projectos mais exemplares do que se faz em termos de cultura” no nosso país, que promove uma autêntica “radiografia” da música nacional, mostrando o que de melhor se faz em todas as suas vertentes.

Para que isso seja possível, é necessário um investimento de cerca de meio milhão de euros, a cargo da Câmara de Faro, um orçamento igual ao do ano passado.

Os bilhetes diários custam 15 euros, enquanto que os passe que permitem a entrada no recinto ao longo dos 4 dias são vendidos por 30 euros. Os espectáculos desenvolvem-se entre as 6 horas da tarde e as 4 da madrugada.

 

Leia também:

Os eventos que vão animar o Verão portimonense

Os eventos que vão animar o concelho de Lagoa (Junho)

Ofertas de emprego da semana

(Visited 178 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.