Homem acusado de burlar reformados franceses

pub

O Ministério Público (MP) de Portimão deduziu acusação para julgamento por tribunal coletivo contra um homem de 40 anos de idade, de dupla nacionalidade – francesa e portuguesa –  pela prática de três crimes de burla qualificada e um de branqueamento.

Segundo a acusação, “o arguido utilizou um esquema ardiloso para enganar cidadãos franceses e levar a que lhe entregassem elevadas quantias em dinheiro.”

O homem terá alegado ser advogado e exercer atividade de mediação imobiliária e, de acordo o Ministério Público, constituiu empresas de fachada e publicou anúncios “em jornais franceses destinados a atrair reformados dessa nacionalidade que pretendessem comprar imóveis em Portugal.”

Desse modo,”a pretexto  de adquirir imóveis, o arguido terá conseguido enganar três cidadãos franceses e levado a que lhe entregassem cerca de quinhentos mil euros. Com parte desse dinheiro, o arguido terá adquirido,  além do mais, veículos automóveis de marca Porsche e Mercedes-Benz  que, porém, não terá registado em seu nome.”

O MP requereu, também, “a perda das vantagens obtidas pelo arguido e ainda não ressarcidas, no valor de 458.500€, bem como a perda de cerca de 745.000 euros, correspondente ao valor do seu património que não é compatível com os seus rendimentos lícitos e fiscalmente comprovados.”

 

Leia também:

Isilda Gomes confirma proposta para acolher final do Festival da Canção

12 ofertas de emprego para a Câmara de Portimão

Primeira exploração de goiabas do Algarve nasce em Lagos

(Visited 180 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub