Artesanato enfrenta desafios importantes e tempos de mudança

Na terça-feira, 22 de janeiro, o CEARTE realizou o seminário “Caminhos de Inovação no Artesanato”, em Loulé, numa parceria com o Loulé Design Lab.

No seminário, cerca de 70 participantes tiveram a oportunidade de conhecer a experiência do CEARTE. “Tendências de moda, Design e mercado para o artesanato em 2018/2019” foi o tema apresentado por João Amaral, Designer do CEARTE. Já Luís Rocha e Ana Cristina Mendes, respetivamente Diretor e Diretora-adjunta, desenvolveram o tema “A formação em Artesanato como instrumento para a modernização”.

A microempresa artesanal Oficina Poeta Azul, outra das parceiras do evento, abordou a pureza natural e a beleza antiga da cultura algarvia e portuguesa em peças de madeira, papel e outros materiais que surpreendem e avivam os sentidos, produzidos segundo uma simbiose entre Tecnologia e Artesanato.

A organização refere, em comunicado, que “a principal conclusão que se extrai do evento é a de que o Artesanato enfrenta desafios importantes e tempos de mudança aos quais terá que se adaptar para sobreviver. É essencial que os artesãos aliem um bom conhecimento dos mercados, ao domínio técnico dos materiais e processos de produção, ancorados na identidade e tradição do povo e do país”.

Para isso, “conhecedor que os mercados e os consumidores procuram hoje produtos “feitos à mão” com identidade cultural e estética contemporânea, exigindo-se ao artesão que aborde a inovação de um modo mais profissional, qualificado e sustentado, o CEARTE tem vindo a intensificar a sua atividade na melhoria de competências que associem tradição e inovação, seja pela via da Formação Profissional, seja com Apoio Técnico à Inovação”.

  Leia também:

Ofertas de emprego para a EMARP

Portimão apresentou-se como Cidade Europeia do Desporto perante 4 mil pessoas

Ofertas de emprego da semana

(Visited 61 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub
pub
pub