Rui Cardoso Martins em discurso direto na Biblioteca de Loulé

Conhecer o percurso premiado e multifacetado da escrita de Rui Cardoso Martins é a proposta do serão que vai decorrer no próximo dia 20 de fevereiro, pelas 21h00, na Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé.

Já no dia 21 de fevereiro, o autor estará em duas escolas do Concelho para falar com os alunos de secundário e 3º ciclo sobre “Guião para cinema e para TV” e “Jornalismo e Cinema”.

Nascido em Portalegre, em 1967, Rui Cardoso Martins é escritor, cronista e argumentista. Escreveu os romances E Se Eu Gostasse Muito de Morrer (2006), Deixem Passar o Homem Invisível (Grande Prémio da Associação Portuguesa de Escritores APE, 2009), Se Fosse Fácil Era Para os Outros (2012) e O Osso da Borboleta. (2014).

Repórter na Fundação do Público (cerco de Sarajevo, eleições na África do Sul, etc.) e cronista com dois prémios Gazeta por Levante-se o Réu. Também com esta obra foi o vencedor, em 2016, do Grande Prémio de Literatura Crónica e Dispersos Literários, da Associação Portuguesa de Escritores com o patrocínio da Câmara Municipal de Loulé.

.

  Leia também:

Homem morre em despiste

Ofertas de emprego da semana

Operações da PSP com radar

(Visited 49 times, 1 visits today)