Mais produtos algarvios na FATACIL

Pelo menos metade dos produtos disponibilizados aos visitantes da FATACIL  devem ser algarvios. Essa é a meta fixada pelo presidente da Câmara de Lagoa.

Francisco Martins considera que “devagar, devagarinho, o Algarve foi desaparecendo” deste certame, uma tendência que a autarquia pretende começar a inverter.

Para fomentar um maior conhecimento dos produtos algarvios, uma das opções já tomada pela autarquia – que, este ano, assume a organização da FATACIL -, foi a mudança de local do espaço “aMAR a TERRA’, que se passa a situar-se no centro do recinto.

No decorrer da conferência de imprensa de apresentação da 37ª edição da FATACIL, o autarca garantiu que as obras de renovação do espaço estão a desenvolver-se dentro dos prazos previstos, pelo que vão estar concluídas antes do arranque da feira.

Francisco Martins lamentou que a utilização daquele recinto esteja circunscrita aos dez dias de duração deste evento, uma situação que pretende alterar, através da criação de condições para que “facilmente consiga ser montada ali uma feira”, dando, dessa forma, uma outra rentabilidade à estrutura que, ao longo de muitos anos, tem vindo a ser construída e ampliada.

A edição deste ano da FATACIL decorre de 19 a 28 de Agosto, sendo a animação musical assegurada por, entre outros, os The Gift, Rui Veloso, Anselmo Ralph, Michael Carreira e Ana Moura.

Leia também: 

Ana Moura, Rui Veloso e Anselmo Ralph na edição deste ano da FATACIL

Fado, Cante Alentejano, Flamenco, Tango e El Mariachi nos Sons do Atlântico

Fazer um filho em Lagoa ‘rende’ 1.500 euros

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 154 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.