Polícia Marítima apreende perceves, arte de pesca e barco suspeito

pub
pub

A Polícia Marítima (PM) apreendeu 15 quilos de perceves no decorrer de uma operação de fiscalização levada a cabo pelo seu Comando-local de Lagos no interior do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Os elementos da PM fiscalizaram seis pessoas, que se encontravam em situação ilegal por falta de licença, em virtude de estar a usar um utensílio para a apanha.

A Polícia Marítima esclarece que na apanha lúdica é necessária licença quando se utiliza o auxílio de utensílios: faca de mariscar, malhada, camaroeiro, bicheiro ou puxeiro, pá ou enxada de cabo curto e arrilhada ou arrelhada. Caso os perceves sejam apanhados à mão, sem o auxilio de qualquer instrumentos, não é necessária licença.

Entretanto, em Olhão, a Polícia Marítima detectou e apreendeu uma teia com 15 covos para captura de choco, fundeada horizontalmente sem qualquer identificação ou sinalização, no canal entre a Fuzeta e Tavira. A PM esclarece que este tipo de arte é ilegal no interior da ria Formosa.

No decorrer da acção, levada a cabo ontem, 16 de Fevereiro, “foi ainda apreendida uma embarcação de recreio, que tinha sido detectada no período da manhã, com um motor acoplado, e não averbado e sem vistoria, que posteriormente se veio a confirmar ter um registo falso, desconhecendo-se a sua origem e proprietário.” A Polícia Marítima diz suspeitar que “esta embarcação e o motor possam ser de origem criminosa.”

Leia também:

Pornografia e arma levam a detenção

(Visited 995 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.