Portimão quer ser a Cidade Europeia do Desporto de 2019

pub

Portimão apresentou a sua candidatura a Cidade Europeia do Desporto em 2019, devendo ter Cascais como principal – ou, mesmo, único – adversário.

A cerimónia formal ocorreu esta Quinta-feira, 25 de Maio, no salão nobre da Câmara, tendo a presidente da autarquia, Isilda Gomes, entregue um dossier onde estão contempladas as respostas a uma bateria de questões formuladas pela Associação Portuguesa das Cidades Europeias do Desporto (ACES), recebendo, em troca, das mãos do presidente daquela entidade, Nuno Santos, a placa oficial que assinala a candidatura.

Este responsável referiu que um dos objectivos essenciais do evento é aumentar a taxa de participação desportiva das pessoas, e manifestou a opinião de que o Município de Portimão tem um enorme potencial para receber este evento, dada a qualidade das suas infraestruturas e equipamentos desportivos e a pujança do seu movimento associativo.

Esta candidatura, referiu a presidente da autarquia, “não implica obras nem eventos faraónicos”, não devendo ser feito qualquer esforço financeiro substancial. Nesta altura nem sequer há uma previsão de custos, apenas estando definido que, caso Portimão vença este desafio, haja um aumento ainda não definido do orçamento do Desporto e, eventualmente, um reforço das verbas para apoiar as iniciativas que os clubes e associações desportivas levem a cabo. A autarca considera que não será muito difícil conseguir realizar uma média de um evento desportivo por dia ao longo de todo o ano.

Em termos de infra-estruturas, um dos investimentos que poderá vir a ter de ser feito é na construção de uma pista de atletismo. De qualquer forma, há a garantia de a cidade que for escolhida receber uma verba de 100 mil euros, mas Isilda Gomes diz ir tentar que o Governo disponibilize 200 ou 300 mil.

Para essa ‘sensibilização’ conta com o apoio do Director Regional do IPDJ (Instituto Português do Desporto e da Juventude), Custódio Moreno, que, também presente na sessão, assumiu esse compromisso.

Os títulos de Capital e Cidades Europeias do Desporto são atribuídos anualmente pela ACES Europe – o primeiro distingue uma capital de um país europeu ou cidade com mais de 500 mil habitantes; o segundo é atribuído a cidades europeias entre os 25 mil e os 500 mil habitantes. A ACES Portugal foi criada para apoiar a promoção das candidaturas provenientes das autarquias portuguesas; tendo seis cidades portuguesas recebido a distinção: Guimarães (2013); Maia (2014); Loulé (2015); Setúbal (2016); Gondomar (2017); e Braga (2018).

A decisão final quanto às candidaturas para 2019 será conhecida em Janeiro do próximo ano.

Leia também:

Um milhão de euros para transformar celeiros em equipamento cultural

A festa dos campeões

PSP de radar em punho (Maio)

(Visited 118 times, 1 visits today)
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.