Militares e empresários detidos por suspeita de burla ao Estado

pub

O Algarve esteve na rota de uma mega-operação levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ), no decorrer da qual foram detidos 12 militares e 4 empresários ligados ao ramo da comercialização de géneros alimentícios.

Os detidos são suspeitos de terem praticado crimes de corrupção passiva e activa para acto ilícito, abuso de poder, e falsificação de documentos.

De acordo com informação divulgada pela PJ, no decorrer da operação, em que participaram 130 elementos da Polícia Judiciária e 10 Magistrados do Ministério Público, “foram realizadas 36 buscas nas áreas dos distritos de Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal, Évora e Faro, das quais 31 domiciliárias e 5 não domiciliárias, tendo sido apreendidos documentos e material relacionado com a actividade criminosa em investigação.”

A PJ adianta que “o modus operandi consistia na sobrefacturação de bens e matérias primas para a confecção de refeições nas messes da Força Aérea, e posterior divisão entre os militares e os empresários do saldo relativo à diferença entre o valor da factura original, ou seja, o valor efectivo da venda dos produtos alimentares e o valor sobrefacturado ao Estado.”

 

  Leia também:

Ofertas de emprego para o Algarve (3 de Julho)

14 ofertas de emprego para Câmara algarvia

Ofertas de emprego para autarquia algarvia

(Visited 194 times, 1 visits today)
pub
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.