“A vida derrubou-me várias vezes e outras tantas me levantei do chão”

pub
pub
pub

Depois de 4 anos marcados pela questão da dívida do Município de Portimão, o mandato que agora começa “terá de ter como objectivo a recuperação da cidade”.

Esta é a grande missão que a reeleita presidente da Câmara, Isilda Gomes, assumiu na cerimónia de tomada de posse, que teve lugar esta Segunda-feira, 16 de Outubro, no Teatro Municipal de Portimão (TEMPO). Para isso, irá ser lançada “uma primeira vaga de intervenções que recoloquem o espaço público como centro da vida da cidade.”

De seguida, vai ser criado o programa “Portimão Resolve”, através do qual se pretende resolver na hora ou mitigar “todas as pequenas anomalias detectadas quer pelos serviços municipais, quer os referenciados pelos munícipes.”

Ao nível do desenvolvimento económico, um dos destaque vai para a prevista criação de “uma unidade de missão pluridisciplinar com vista à captação de investimento, que terá como primeira tarefa a criação de um Manual do Investidor onde será possível encontrar toda a informação relativa a licenciamentos, programas estatais de incentivos e apoio ao investidor”. Mas, para que os investidores escolham Portimão para instalar as suas empresas é preciso prosseguir com a tarefa de “desburocratização dos procedimentos”, uma outra promessa que foi deixada.

A autarca assumiu a intenção de avançar com o alargamento das áreas de reabilitação urbana, com o aumento das zonas de sombreamento e a aposta na marca “Comércio Tradicional de Portimão”. Ao longo dos próximos tempos, garante que será instalado o sistema de videovigilância na Praia da Rocha, o qual poderá, posteriormente, ser alargado “a outras zonas sensíveis do Município”.

Em termos do transporte público, uma das preocupações é responder melhor às necessidades da população sem aumentar os custos. Ao mesmo tempo, propõe “revolucionar a circulação automóvel entre a ponte velha e a zona ribeirinha.” Outra promessa que deixou foi a de disponibilizar um”aumento considerável” do número de lugares de estacionamento não tarifados.

Isilda Gomes terminou a sua intervenção com uma rara nota pessoal e emotiva que fez levantar a sala. Olhando para a sua vida pessoal nos últimos 4 anos, recordou que “a vida derrubou-me várias vezes e outras tantas me levantei do chão”. Para isso contou, desde logo, com “o apoio da minha família que comigo caiu e juntos nos levantámos uma e outra vez, sempre com mais força”. Mas, também contou com o apoio da equipa de que se rodeou, dos amigos e “de tantos portimonenses que diariamente me acarinharam e incentivaram” e aos quais promete “tudo fazer para continuar a merecer o carinho e a confiança” demonstrados.

Após a cerimónia de tomada de posse dos eleitos para os dois principais órgãos municipais, realizou-se a primeira sessão da Assembleia Municipal que teve como objectivo a eleição da respectiva mesa.

Ao acto apenas se apresentou uma lista do PS, que teve 12 votos a favor, enquanto que os restantes 11 elementos presentes optaram pelo voto em branco. Em face disso, João Vieira continua a dirigir aquele órgão e contará, ao longo do mandato com o apoio de Carlos Café (1º secretário) e Sheila Tomé (2ª secretária).

 

  Leia também:

257 ofertas de emprego para o Algarve

PSP de radar em punho

Polícia Marítima apreende polvos e det

(Visited 874 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.