Poupança de 1,6 milhões de euros na factura do IMI

A Câmara Municipal de Faro procedeu a alterações na taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para 2018 que, de acordo com as contas feitas por Rogério Bacalhau e a sua equipa, vão fazer com que os farenses poupem cerca de 1,6 milhões de euros.

A alteração fundamental é a diminuição da taxa para os prédios urbanos para 0,40%. Trata-se da segunda descida no espaço de dois anos, uma vez que, em 2017, já tinha passado dos 0,50% fixados no ano anterior para 0,45%.

Por esta via, e tendo como referencial o total de IMI apurado em 2016, vão entrar nos cofres da autarquia menos 1,4 milhões de euros.

Os restantes 200 mil euros que famílias e empresas poupam de IMI resultam dos apoios fixados para as famílias com filhos a cargo. Assim, as que tenham um filho pagam menos 20 euros de IMI, as famílias com dois filhos pagam menos 40 euros e aquelas com três ou mais passam a pagar menos 70 euros de IMI.

Na primeira reunião após a tomada de posse, realizada esta Segunda-feira, o executivo camarário deliberou, ainda, manter as percentagens das restantes taxas e impostos nos mesmos valores de 2017. O IMI para prédios rústicos ficará nos 0,8%, a derrama nos 1,5% sobre o IRC das empresas e a participação do município na formação do IRS recebido no concelho manter-se-á nos 5%.

  Leia também:

257 ofertas de emprego para o Algarve

PSP de radar em punho

Vem aí a Feira de Santa Iria

(Visited 107 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.