Câmara de Loulé investe 1,2 milhões de euros em 11 projetos do Orçamento Participativo

Os 11 projetos vencedores do Orçamento Participativo de Loulé foram dados a conhecer no decorrer de uma sessão que teve lugar na Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé.

Esta iniciativa teve como projeto mais votado a construção de um abrigo animal/hotel social composto por uma estrutura de recolha de animais feridos e abandonados e ajuda veterinária aos animais da população mais carenciada. Esta estrutura irá apoiar o trabalho desenvolvido pela  associação ABSOL e o seu projeto “Bem Estar Animal”.

Na freguesia de Salir, a criação de um espaço multiusos coberto reuniu  o maior valor de votos. Em , os munícipes atribuíram a vitória ao projeto de limpeza da ribeira da Fonte Grande ao Vigário, com a criação de percursos pedestres e passadiços, assim como sinalética e brochuras.

A recuperação das fontes da freguesia e do antigo chafariz do Ameixial mereceu a aprovação dos votantes nesta freguesia e será a obra a realizar no âmbito do Orçamento Participativo 2018.

Relativamente às outras freguesias, em Querença, a recuperação/reabilitação da Casa do Povo de Querença foi o projeto vencedor. Já na Tôr, os participantes na votação desta edição decidiram-se, na sua maioria pela colocação de equipamento geriátrico na zona do lavadouro e junto à Sociedade Recreativa Torense e a 2ª fase de requalificação do pavilhão do Sport Clube Benafim foi a proposta vencedora em Benafim.

Na freguesia de S. Sebastião, o projeto que registou maior número de votos foi a requalificação dos espaços de jogos das escolas EB 2,3 Engº Duarte Pacheco e EB 1 Mãe Soberana e na freguesia de S. Clemente, os participantes aprovaram  a colocação de uma cobertura no anfiteatro António Aleixo no Parque Municipal.

Na freguesia de Boliqueime, os votantes optaram maioritariamente pela construção de um jardim público com parque de lazer infantil, zona verde e parque geriátrico na zona da Fonte de Boliqueime ou na Avenida Cavaco Silva.

Finalmente, noutro dos principais aglomerados urbanos do Concelho – Quarteira – o projeto vencedor no âmbito das três propostas foi o “Dar vida ao Passeio das Dunas” – reforço da iluminação e colocação de um equipamento tipo quiosque com esplanada.

Este ano, ao Orçamento Participativo de Loulé registou uma votação total de 5.071 votos (1.290 em boletim e 3.781 via SMS). Salienta-se o facto da edição do OP 2018 ter registado a maior participação ao nível da votação presencial nas quatro edições realizadas. Na edição deste ano, o voto presencial teve um peso de 80% no apuramento dos projetos vencedores, tendo o voto electrónico (SMS) um peso de apenas 20%.

A Câmara Municipal de Loulé vai disponibilizar, para a realização destas 11 obras, uma verba de 1.200.000 euros, as quais irão ser realizadas até ao final de 2020.

Leia também:

Detido por roubo por esticão

Ofertas de emprego para o Algarve (13 de agosto)

PSP de radar em punho (agosto)

(Visited 205 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.